Disparo de tiro aumenta desavenças entre Globo e Record

É notória a guerra pela audiência entre as TVs Globo e Record. Ontem, em pleno horário nobre, essa disputa ficou ainda mais acirrada. Motivo: enquanto a primeira diz ter provado que não houve tiro no apartamento de Eloá, antes da invasão da polícia, a Record diz possuir provas atestando que ocorreu, sim, o disparo.

Para respaldar suas afirmações, a Globo recorreu ao renomado perito Ricardo Molina. O perito analisou as imagens (com áudio) exclusivas da emissora geradas no conjunto residencial em Santo André e concluiu: Lindenberg não atirou antes dos policiais invadirem o cárcere.

A Rede Record, por sua vez, entrevistou um especialista em perícia criminal. As imagens que o especialista analisou também foram geradas próximas ao apartamento de Eloá e são exclusivas desta emissora. Entretanto, para o perito, o som que a Record captou confirma que quando a polícia invadiu o apartamento, Lindenberg já havia disparado o tiro.

As provas foram apresentadas no Domingo Espetacular (Record) e Fantástico (Globo). Tais programas registraram elevados índices de audiência. Se era esse o objetivo das emissoras – ou seja, alavancar o IBOPE baseado numa tragédia que comoveu o País – conseguiram. Agora, resta saber quais as análises estão corretas. Só a perícia técnica oficial dirá.

3 comentários:

  1. Eu acho que os investigadores ou a perícia que deveriam analisar tudo direitinho e só depois informar a imprensa se aconteceu ou não o disparo, mas a imprensa fica caçando notícia a qualuqer custo e acaba dividindo opiniões, só depois de uma prova concreta as emissoras deveriam noticiar o que aconteceu..se a globo e a record continuarem assim, vai acontecer a mesma coisa que aconteceu no caso Izabella, as pessoas ficarão com opiniões divididas e nisso só quem sai ganhando é o assassino da Eloá.

    beijos!

    ResponderExcluir
  2. Valdeir,

    Suponho não ser dificil saber o que aconteceu,uma menina está viva para testemunhar e as balas disparadas contra elas podem ser analisadas,mas o importante é quem disparou contra elas.

    O resto é circo de audiências mediáticas,que já faz parte do cenário da sociedade...que só criticando e não assistindo pode-se lidar.

    Abraço amigo,
    joao

    ResponderExcluir
  3. Uma pena.... E nós, reféns dessa disputa inescrupulosa. Sinceramente, mudei de opinião a respeito de nossa imprensa. Pobre povo brasileiro nas mãos da mídia e dos políticos deste país. Impossível a formação de uma consciência crítica a partir dessas lideranças.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.