Greve de Professores... na Inglaterra

Pela primeira vez, depois de vinte anos, os professores da Inglaterra deflagram greve. Eles acham injustos os 2,45 % de aumento de salário dado pelo governo. Um professor na terra da rainha Elizabeth recebe mensalmente o equivalente a quatro mil reais. Se com este salário os mestres ingleses paralisam as atividades em sala de aula, por que os governantes do nosso país insistem em dizer que as greves de professores brasileiros são desnecessárias?

O piso salarial de um professor iniciante na Bahia, por exemplo, é ínfimo, de tal forma que é necessário usar lupa para que se possa enxergá-lo. Não estou brincando, a questão é séria. Para quem duvida, peça para ver o contracheque de um amigo seu, que seja professor da Rede Estadual. Mas quando você fizer esse pedido, fale um pouco alto, porque, certamente ele tem problema de audição em virtude do excesso de barulho no ambiente de trabalho.


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.