20 de abril de 2010

Ótica Olho Vivo, reclame


Reclame

“se o mundo não vai bem
a seus olhos, use lentes
... ou transforme o mundo
ótica olho vivo
agradece a preferência”


A famosa poesia acima é do poeta Chacal (Ricardo Carvalho Duarte). E abaixo segue meu ponto de vista a respeito dos versos:


“se o mundo não vai bem
a seus olhos, use lentes
A mesma situação pode agradar uma pessoa e causar sofrimento a outra. Tudo depende da personalidade, do equilíbrio emocional e das expectativas de cada um. Porém, para quem se sente desprivilegiado, uma boa alternativa é utilizar “lentes”. Isso faz do horizonte preto e branco uma linha colorida e confortável. Entretanto, esse paliativo não muda a realidade, apenas a mascara.


... ou transforme o mundo
Contudo, se você não quer “tapar o sol com a peneira”, isto é, fingir que o problema não existe, tire as lentes. Veja o problema sem medo. Encare-o. Daí verá que talvez ele não esteja em você, mas no mundo, ou melhor, no ambiente onde você vive.

Possivelmente, você seja uma andorinha solitária tentando inutilmente fazer verão. Sabe que aquele lugar jamais mudará, pois as inconveniências são peculiares a ele. Se não pode reverter o problema, deixe o problema no lugar dele, e mude você mesmo de lá. Saia de mala e cuia.

Por exemplo, no seu trabalho imperam dissabores, humilhações, nervos afiados? Além disso, é um serviço que não valoriza seu talento e esforço? Então, invista em você mesmo e vá à busca de um emprego melhor. Melhor, nesse caso, não significa que não encontrará problemas no novo ambiente, mas se você gosta do que faz e vê que seu serviço renderá, com certeza tirará de letra qualquer situação inconveniente. Você terá mais alegrias do que tristezas (o mundo indo bem a esses olhos).


ótica olho vivo
agradece a preferência”
Pessoas com essa postura são inteligentes, tem “olho vivo”. Não vivem de riscos, mas de oportunidades. A vida delas sempre retribuirá seus esforços, agradecerá constantemente por ter preferido ser feliz.


P.S: Além dos versos, o título também deve ser considerado. Reclame era a designação dada aos antigos comerciais de rádio e TV. Mas neste poema, Chacal brinca com o termo. Reclame é o anúncio publicitário da “ótica olho vivo” (apelo para aproveitar a vida), mas é também um convite para reclamar, não aceitar as situações adversas e ir à luta.



Imagem: Stock photo

23 comentários

Alma Inquieta 20 de abril de 2010 18:30  

Olá meu Amigo Valdeir!

O tua reflexão está excelente, como sempre.
Há muitas formas de encarar a vida, a das pessoas comodistas e a outra, dos que não se conformam.

Um beijo e boa semana.

Elenáro 20 de abril de 2010 20:27  

Uma excelente mensagem que muitos deveriam ouvir. Infelizmente, é sempre mais fácil e cómodo estar quieto.

Cumprimentos!

Sandra 20 de abril de 2010 23:22  

Ola amigo!
Aproveito este momento para ...
Retribuir o seu carinho.Deixo um convite para vc. se aceitar é só deixar o seu endereço para ser linkado por mim depois.

A Interação de amigos está comemorando 01 ano de vida. Tem uma coletiva. se aderir a ideia, basta passar por,lá.
http://sandrarandrade7.blogspot.com
Carinhosamente.
sandra

Sumie 21 de abril de 2010 02:23  

Valdeir bela reflexão.
Existe muitas maneiras de ver o mundo,basta cada um escolher a sua.

Daniel 21 de abril de 2010 12:11  

Vou concordar com Elenáro e vou além, ir atrás é ter comprometimento, coisa que poucas pessoas tem. Tem texto novo no Sub Mundos. U abraço.

http://submundosemmim.blogspot.com

Renato Orlandi 21 de abril de 2010 12:59  

Não posso dizer nada alem de agradece pela lição de vida, estou num momento em que essas palavras são infinitamente úteis para me acalmar e fazer refletir. Obrigado.

Marise von 21 de abril de 2010 17:04  

Valdeir,

Nada como a "ótica olho vivo"... podemos transformar o mundo, começando pelo nosso "mundinho particular". Nada fácil, mas um dia chegamos lá, e vamos dizer que : "valeu a pena ", nada como a verdade, essa verdade que estamos procurando...

Abraços e uma boa semana.
Marise.

brasildobem 21 de abril de 2010 22:21  

É sempre muito bom entrar aqui e ler e refletir e lembrar de situações que já vivenciamos, ao ler o post lembrei-me de uma frase que diz mais ou menos assim: os defeitos do outro é bom olharmos com lentes normais e não lentes de aumento.
Grande abraço
Janeisa

Juninho Santos 22 de abril de 2010 11:45  

Fechar os olhos para os problemas não adianta nada, o bom msm é encarar de frente,enxergar,dar a cara pra bater...

Cada um com seu ponto de vista, mas sempre com a intenção de melhorar as coisas em geral!

Roberto Hyra 22 de abril de 2010 14:54  

Excelente! Excelente! clap clap clap (nomenclatura de palmas)

Assim como os amigos bons e os amigos ruins, o nosso mundo existe da maneira como o enxergamos. Se o vemos mau, será mau. Se o vemos bom, será bom. O que acontece dissociado disso é o que foge ao nosso controle, portanto, a melhor mensagem será sempre a do meio: "transforme o mundo".

Abraços Valdeir!

Weslley Almeida 22 de abril de 2010 18:36  

Saber enxergar a vida é uma habilidade de poucos (sábios)... Espero aprender mais e mais. E você, Val, certamente, vem contribuindo pra isso...!
Abraço!

Neto 22 de abril de 2010 19:07  

Explanou bem Valdeir!

E, de fato, ninguem consegue transformar o mundo tentando 'tapar o sol com a peneira' ou fingindo que um problema não existe. O negócio é enfrentar.

A coragem é mãe de todas as virtudes. Boa lição! :-)

LISON 22 de abril de 2010 21:42  

QUE POST FANTÁSTICO!
AMIGO VALDEIR.
A linda e profunda passagem de Poesia registra a beleza externa e interna da face da sapiência do olhar da vida... Muitas vezes, quem mais olha, menos vê, porem, esse não é o caso em tela, dada a riqueza poética, de sua nobre interpretação, a bem da verdade, nos deixa revigorados, esperançosos, e até nos remete a reflexões profundas... Razão maior de eu ser um profundo admirador de seus fascinantes artigos.
Parabéns por mais um excelente post!
Abraços,
LISON.

Carlos Augusto Matos 23 de abril de 2010 01:41  

Excelente postagem... Como sempre... Vindo de ti my friend...

Abração...

jamesp. 23 de abril de 2010 19:36  

Como sempre,concordo com você em gênero,número e grau.Ótimo texto.Abração,meu amigo

23 de abril de 2010 19:58  

Concordo com seus pontos de vista. Cada ponto de vista é visto de um ponto, assim diz meu grande Conego Álvaro, prof de antopoligia da PUC Campinas. Pessoa de honestidade.
Eu sou assim se não gosto reclamo meus direitos e vou a fundo. Bom ou mal não sei, só sei que vou a luta com certeza.
Beijos meu querido amigo sempre nos dedicando muito carinho!

Anônimo 24 de abril de 2010 10:08  

Belas lições Sr. Valdeir!

Provas inconteste de que o Senhor não deixou sua visão de magistério. Continua a nos ensinar. Agora, sobre as complicadas coisas da vida. Muito bom.

Tenha um excelente domingo!

Carlos Benonil
Diretor

Ebrael 24 de abril de 2010 14:33  

Valdeir,

O texto é perfeito!! Inclusive, vai de encontro com minha atitude atual, atitude de quem vai dar um tempo de sua função pública para ir de encontro a um projeto itinerante (logo estará às vistas dos amigos).

Quanto ao primeiro verso, e sua explanação acerca dele, me lembrei de alguns versos de uma música do Metallica, "My Friend of Misery":

you still stood there screaming
no one caring about these words you tell
my friend before your voice is gone
one man's fun is another's hell
these times are sent to try men's souls
but something's wrong with all you see
you you'll take it on all yourself
remember, misery loves company


"Você ainda ficou lá, gritando,
E ninguém nem aí pra isso tudo que você conta.
Meu amigo, antes tua voz já terá cessado.
A alegria de um sempre implica no inferno de outro
Esses tempos servem pra tentar a alma dos homens,
Mas, há algo de errado com tudo isso que você vê.
VocÊ, você vai ter que aguentar isso tudo sozinho.
Lembre-se: a Miséria (a paralisia, inércia) adora companhia!!"

Abraços e sucesso!

Ebrael.

Tony 24 de abril de 2010 23:04  

Brilhante reflexão Valdeir,

Acredito que o usar lentes é fugir à realidade. Precisamos encarar, mudar o mundo. Certa vez li em uma cronica de autoria anônima que para mudar o mundo temos que mudar o homem. Não é tarefa fácil, mas vale tentar.
Gratos pelas visitas ao Voz.

Abraço

Lugirão 25 de abril de 2010 14:16  

Excelente, para mudar o mundo , as pessoas teriam que mudar e acima de tudo acreditar que é possível, os problemas existem para serem resolvidos.
Tem que ter coragem para encarar de frente.

Prof. Adinalzir 25 de abril de 2010 21:23  

Parabéns! Seu texto é uma verdadeira lição de vida.

Em@ 25 de abril de 2010 22:24  

Deixas-me eu reblogar (COM OS EVIDOS CRÉDITOS) o teu texto? Pleeeeeeeeeeease!

Daniel Savio 29 de abril de 2010 21:11  

Interessante a frase comentada, pois sobra gente com lente (que só servem para criticar), mas falta gente para mudar o mundo...

Fique com Deus, menino Valdeir Almeida.
Um abraço.

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO