15 de março de 2009

A força chamada desejo

O desejo é uma força que move o ser para as conquistas, sejam elas pessoais ou aquelas que mudam a história da humanidade. Obviamente, é possível alcançar aquilo que não se deseja, mas apenas quando há a intervenção do acaso.


É também “função” do desejo anestesiar nossa auto-estima e nossas emoções para que não sintamos tanto a dor da queda e da frustração durante a caminhada que nos levará ao lugar almejado.

E a estrada que percorremos rumo às conquistas é iluminada pelo desejo. Ele torna o caminho claro. Faz-nos enxergar nitidamente o alvo, mesmo que a distância seja longa.

A característica do desejo descrita acima pode fazer com ela seja confundida com a fé. Mas elas, embora se complementem, não são forças sinônimas. A fé é a vontade ardente por algo associado à certeza de que o conquistaremos. Já o desejo puro e simples – além de ter o mesmo condão da fé – é responsável pela manutenção da coisa que conquistamos, pois se o desejo se apagar, a perderemos.

Mas a força do desejo não é garantia de que ele permanecerá aceso constantemente. Para ilustrar essa situação humana, irei utilizar como exemplo a história da raposa e o cacho de uvas: A raposa, faminta, viu um cacho de uvas. Mesmo estando com água na boca e seu estômago roncando, o animal desistiu de ir colher as uvas, justificando: “estão verdes” (paráfrase da fábula de Essopo). Na verdade, as uvas estavam maduras, mas também muito altas, o que exigiria esforço da raposa para alcançá-las. Apesar do desejo provocado pela fome, a raposa perdeu a motivação para colher as uvas. Esse exemplo demonstra também que há pessoas que não aproveitam a força existente no desejo para superar obstáculos.

Sem desejo é praticamente impossível obter grandes vitórias. Além disso, se ele não se mantiver, perderemos as coisas que lutamos arduamente para conseguir. Desejo é uma força inigualável, mas há a necessidade de ser contínua.

24 comentários

ellen 15 de março de 2009 07:14  

O Desejo "impulsiona a vida" tal como os Sonhos "comandam a vida" como dizia o poeta!
Gostei.

Um abraço

Eduardo P.L 15 de março de 2009 07:31  

Tens toda razão Desejar é PODER!

Forte abraço e obrigado por participar da Tertúlia!

J. Neto 15 de março de 2009 10:28  

O desejo é a força que nos impulsiona para o futuro.

[]'s

erupção_do_ser 15 de março de 2009 11:54  

O desejo contínuo... em tudo o que desejamo senão deixa de existir, perde-se o que quer que almeja... bela reflexão
Abraço

15 de março de 2009 12:17  

A raposa e o cacho de uva ilustra perfeitamente...o quanto desejar é poder...parabéns.

Atreyu 15 de março de 2009 13:00  

Já te mandei o convite! =D
Agora é só aceitar! =P

Tem Selo Pra Você!!!
=D
E uma sugestão {mara}
Entra no link

http://detestoestudar.blogspot.com/2009/03/o-selo.html

Desejos ~~

sonia a. mascaro 15 de março de 2009 15:24  

Gostei de seus pensamentos a respeito do DESEJO. Seu texto é instigante é nos faz refletir.
Obrigada por sua visita ao meu blog. As blogagens coletivas nos dão a oportunidade de conhecer novos espaços e isso é muito estimulante.
Um abraço.

expressodalinha 15 de março de 2009 15:44  

Desejar é o acto de ser mais além!

Georgia 15 de março de 2009 17:06  

O desejo é que nos leva a sonhar e a correr atrás da realizacao.

Abrcaos

Paula 15 de março de 2009 20:03  

O primeiro passo para conseguirmos algo é desejando.

Compondo o olhar ... 15 de março de 2009 21:04  

o desejo faz isso conosco... nos joga pra frente!!!! bela participação desta blogagem coletiva!!!!


abraços

Flor ♥ 15 de março de 2009 22:13  

Valdeir,

Que nossas velas do desejo e do sonho sejam sempre agitadas por bons ventos!

Boa semana, abraços.

Valdemir Reis 15 de março de 2009 22:23  

Amigo Valdeir parabéns por publicar esta maravilha "a força chamada desejo", encantador! Li e gostei. Cada vez que volto aqui me sinto melhor. Voltei ao seu maravilhoso espaço para agradecer sua gentileza em visitar-me e seguir, fico muito honrado, obrigado e volte sampre! Votos de uma próspera e produtiva semana de trabalho, sucesso, muito brilho, fique com Deus.
Valdemir Reis

Nina 16 de março de 2009 05:31  

É isso mesmo, o desejo nos leva tão longe... qd a gente nota, já realizamos o que queriamos e partimos em busca de outras conquistas.

Obrigada pelas palavras gentis na entrevista da Vanessa, vim aqui retribuir sua gentileza.
Um abraco e ótima semana pra ti

Elcio Tuiribepi 16 de março de 2009 08:18  

A força do acaso está sempre presente na vida da gente,as vezes de forma boa, as vezes de forma ruim, depende da gente saber a diferença...complicado...gostei da abordagem...
Valeu a presença lá no Verseiro...um abraço na alma

marialynce 16 de março de 2009 16:54  

Obrigada por visitar o meu espaço.

Realmente ao desejarmos muito algo é difícil não o obter. E se assim for o mais provável é que não o devíamos ter desejado...

Abraços e Boa semana!

Alice Salles 16 de março de 2009 19:08  

Belissimo texto e ótima abordagem...

Gostei muito!
Beijos!

Ana Paula Motta 17 de março de 2009 11:20  

Vim retribuir a visita e conhecer seu blog.Gostei da abordagem.
Um abraço

Cris 17 de março de 2009 12:26  

Olá, Valdeir,

Vim agradecer a visita. E que bela surpresa, um blog com assuntos do cotidiano para refletirmos.Gosto disso. O Cris também é assim.

beijão.

Tony 17 de março de 2009 19:24  

Valdeir,

Na verdade passei por aqui para retribuir a visita. Mas devo confessar que gostei muito do seu blog. É muito bem estruturado e as matérias bem interessantes.

O desejo é sem dúvida um dos maiores motivadores do homem e por isso muito explorado pela mídia técnicas de marketing.

Abraço,

Tony 17 de março de 2009 19:31  

Valdeir,

Na verdade vim retribuir a visita. Porém gostei muito do seu blog, de cara! É muito bem estruturado e as matérias bem interessantes.

O desejo é sem dúvida um dos maiores motivadores do homem e por isso, muito explorado pela mídia e técnicas de marketing.

Abraço,

Éverton Vidal 17 de março de 2009 21:17  

Um ótimo texto sem dúvidas. Mostra a importância do "desejar" e clareia algumas idéias a respeito desse ato/atitude. Entendi, grosso modo que o desejo nos põe pra funcionar.

Penso que o desejo é essencial, mas tenho visto que numa boa parte dos casos se não vir acompanhada de uma boa consciência acaba nos levando a trilhar caminhos ruins. Desejo e bom senso (juízo, tino) precisam andar juntos e é claro, com a perseverança como você bem falou.

Abração.

Mírian Mondon 19 de março de 2009 19:33  

Obrigada pela visita e parabens pela participaçao, muito bem escolhido seu exemplo!
PArabens tambem por seu blog!
Voltarei para ler com calma.

VELOSO 21 de abril de 2010 20:48  

Tem que ser sincero e desejar profundo diria Raul amigo! Comentei sobre o tema em Fome ou Vontade de Comer, acho que estamos na mesma sintonia um abração e te desejo felicidade sempre!

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO