15 de dezembro de 2011

Pagando para dormir

Marcos estava estudando na biblioteca da universidade, numa segunda-feira à tarde. Não conseguia se concentrar. O calor cozinhava seus miolos. Lembrou-se do shopping, do ar-condicionado precisamente. Atravessou a rua com o sol a afetar seu juízo. Poucos passos depois, já se encontrava naquele “oásis” de ar refrigerado do shopping (o frio desperta-lhe os sentidos; estimula sua inspiração).

Esparramou os livros sobre uma mesa da praça de alimentação. Não consumiu coisa alguma. Usou o espaço somente para ler. Mas, aos poucos, outro empecilho surgia: Marcos estava ficando sonolento. Seus olhos deslizavam pelas palavras e chegavam ao fim da página sem nada assimilar. E agora? Onde iria tirar uma soneca?

Ele teve um insight: foi até a pequena fila, a poucos metros dali. Pagou pelo bilhete. Entrou na sala de cinema lotada e barulhenta, como de praxe. O filme era de Jean-Claude Van Damme. Marcos apoltronou-se. Dormiu. (Texto de Valdeir Almeida)

Imagem: stock.xchng

16 comentários

Marcos Monteiro 14 de dezembro de 2011 23:40  

Pronto, Valdeir, virei seu personagem e gostei. Um grande abraço.

Daniel 15 de dezembro de 2011 00:01  

O filme do Vandame devia tá muito ruim pra chegar ao ponto de cara dormir rsrsrs. Um abraço.

http://ere-ge.blogspot.com

J. Neto 15 de dezembro de 2011 11:05  

Dormir na biblioteca ou no cinema eu já fiz também, mas o bom mesmo mesmo é dormir em casa rs

Abraços Valdeir!

Anônimo 15 de dezembro de 2011 20:23  

Quem é criativo se vira em qualquer dificuldade, ótimo, e parabéns pela sua criativade, Valdeir. Também lhe desejo um feliz Natal e um Ano Novo repleto de paz e realizações. Tudo de bom.
Ivana.

Eloah 16 de dezembro de 2011 11:03  

Querido amigo, belo texto árvore.Pessoas especiais como você trazem magia nas palavras e amor no coração.Parabéns! e obrigada pelos momentos lindos que tenho passado aqui.Deixei minha mensagem de Natal no meu Blog e que traduz os meus desejos e carinho para vocês todos que me visitam.
Lindo Natal! Sejas feliz! Bjs Eloah

Élys 16 de dezembro de 2011 18:48  

Quando se está muito cansado, estas coisas acontecem.
Boa criatividade...
Desejo a você e a sua família um bom Natal e um Ano Novo de muita paz.

Mary Miranda 17 de dezembro de 2011 17:38  

hehehehe Esse Valdeir, é terrível!!!!

Mas vê lá, amigo, se alguém dorme em filmes do Van Damme???? Seria uma ponta de ironia sua? Ou o sono do personagem que era demais?
Bem, se eu compreendi o texto, creio que houve uma ironia misturada com uma realidade.
Filmes de Van Damme, mesmo movimentados, são de péssima qualidade e o Marcos, personagem, tinha um sono arrebatador!...
Se esse personagem é culto, talvez em pleno filme de "Memórias Póstumas de Brás Cubas", que é uma obra "arrastada, o cara se mantivesse "aceso", mas como era filme de "ação", sua escolha era mais do que justa, para o sono dos justos!!!!

Beijos, Valdeir, meu amigo!

Aquele Natal repleto de felicidades e um Ano Novo que inveje o Natal!!!!

Mary:)

mfc 18 de dezembro de 2011 00:49  

Grande ideia!!

Prof. Adinalzir 18 de dezembro de 2011 18:45  

Se o corpo quer dormir, temos sempre que atendê-lo.
Um grande abraço e um ótimo Natal para você! :-)

Rute 18 de dezembro de 2011 21:30  

As vezes, não tem como resistir o sono e como Marcos, eu dormiria também com o filme do Van Damme.
Meu querido amigo, desejo-lhe um Natal maravilhoso e um 2012, cheia de supresas boas, muita paz amor e saúde a sua familia
Beijos!

Luma Rosa 19 de dezembro de 2011 00:34  

Vamos aderir a essa iniciativa contra o aquecimento global!! Vamos desligar nossos ares condicionados e rumar para os shoppings. Grande sacada, Valdeir!! Outra sacada é procurar um filme chato para encontrar o sono!! :) Boa semana!! Beijus,

pauloveras 19 de dezembro de 2011 01:57  

Boas Festas e um excelente 2012.
Abraços

Natasha Dias 19 de dezembro de 2011 09:10  

Obrigada pela visita ao meu blog, gostei demais do seu cantinho estou a seguir-te tbm... Uma ótima semana a ti

Weslley Almeida 19 de dezembro de 2011 20:05  

O personagem traçado tem algo interessante que me chama a atenção: ele dá funções inusitadas às coisas. Ao invés de comer fast-food ele se alimenta de letras e quebra com o ritmo consumista inerente ao shopping. O lugar que é pra assistir, ele dormita. Tem um "q" de gouche esse Marcos - parece até um personagem da vida real que conheço...

Raphaela 28 de dezembro de 2011 15:50  

Eis aí uma postagem que não me deu sono huahuahuahuahuaha

beijo querido!

vim lá do Sakuxeio e não me arrependi. aqui é bom à beça!

Valdeir Almeida 29 de dezembro de 2011 07:42  

Muito obrigado, Raphaela. Seja bem-vinda.

Cliquei no link do seu perfil para visitar sua página, mas não consegui o acesso.

Beijos e Feliz 2012.

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO