8 de junho de 2010

A verdade é um ponto de vista


“A verdade dói”, prega acertadamente o ditado popular. Só que nem todas as verdades são dolorosas. As palavras usadas para descrever uma qualidade real e positiva massageiam qualquer ego. Mas é preciso ter cuidado para não confundir verdade com elogio, e sinceridade com ofensas.



Logo, muitas vezes, a verdade é uma mentira balsâmica: um consolo para suportar a realidade em carne viva.

26 comentários

brasildobem 8 de junho de 2010 20:00  

Sempre penso que em determinadas situações, às vezes, é preciso omitir a verdade...isso não significa mentir, mas retardar por exemplo um fato doloroso que tenha ocorrido com alguém que a gente gosta muito.
Abraços,
Janeisa

Elenáro 8 de junho de 2010 20:30  

Tudo na vida é, ou pode ser, relativo. As verdades não são excepções. Nem nas ciência exactas há verdades absolutas.

Repare-se ainda que, o que pode ser verdade numa cultura, pode ser mentira ou ofensa noutra. Exemplo: a inferioridade para que são atiradas as mulheres no mundo árabe/islâmico. Lá, a verdade é uma mulher ser inferior a um homem mas tal pensamento e ideia é ofensa no mundo judaico-cristão. Inversamente, a verdade deste mundo "ocidental" da igualdade de género é em si uma perfeita ofensa no mundo islâmico.

Excelente tema para reflexão!

Abraço!

Wanderley Elian Lima 8 de junho de 2010 20:37  

Olá Valdeir
O problema é quando a franqueza se torna uma falta de educação a ponto de ferir as pessoas.
Abração

Vanessa 8 de junho de 2010 21:30  

Menino, eu nunca tinha pensado na coisa assim, desta maneira. Sua última frase dá o que pensar...


Bjs

Danilo Carvalho 8 de junho de 2010 22:12  

=D hehehe
Um dos melhores post que lí aqui.

Realmente a verdade é uma "mentira balsâmica". Como já diz o flósofo, " a verdade é relativa"...


Abraços caro Vadeir! Boa Semana.

Marcelo Moraes 8 de junho de 2010 22:27  

Eu encaro esta frase (ou melhor, desde que me fora apresentada) como um escudo a quem deseja suprir parte de uma fúria pessoal, usando-a nestes momentos como um ataque. Mas aí, vendo por este lado, realmente nem toda verdade doi, mas por outro, nem toda mentira faz doer... rss Talvez, tudo dependa do ponto de vista de cada um no momento, não tendo, portanto, um significado único para esta tal "dor da verdade".

Um abraço, Valdeir

Junior Silva 9 de junho de 2010 01:52  

Olá Valdeir

Mais difícil do que falar uma verdade é ouvi-la.
Mas eu acho que a gente deve sim tomar cuidado com o excesso de sinceridade. Entre omitir uma coisa tola e perder uma amizade à toa, fico com a primeira opção.

Abraços.

Carlos Augusto Matos 9 de junho de 2010 08:35  

Meu amigo, eu digo que a verdade em muitas carnes dói mais que a falsidade... É verdade... Muita gente já se afastou de mim por eu por a verdade na fronte da pessoa, e até usando palavras singelas para não agredir ninguém... O ser humano é complicado demais... Mas...

Abração...

Neto 9 de junho de 2010 09:43  

Este é mais um ponto de vista sobre a verdade e eu entendo, porém, acredito que a verdade só dói realmente para quem vive 'fugindo' dela. Para aqueles que se omitem, se abstém ou não querem enxergá-la como ela é de fato.

Há pessoas que preferem viver na mentira, por ser mais cômodo e satisfatório, muito embora a verdade (no conceito propriamente dito da palavra) seja algo particular de cada um.

Abraços Valdeir!

Alma Inquieta 9 de junho de 2010 18:47  

Olá Amigo Valdeir!

É verdade, é preciso ter cuidado para não confundir verdade com elogio, e sinceridade com ofensas, até porque a fronteira entre ambas é muito ténue.

Um beijo e que tenhas uma excelente quinta-feira. Eu amanhã tenho feriado..., que bom!

Rute 9 de junho de 2010 19:17  

A verdade dói para as pessoas que não querem aceita-la
A mentira é mais cômodo, para esses pessoas. Que é uma pena....viver na mentira é algo lamentável....
Mas...cada um é dono do seu próprio nariz!
Tema polêmico, meu amigo de grandes reflexões!
Beijinhos a vc!

Em@ 9 de junho de 2010 21:36  

A verdade nunca é uma só. há sempre tantas verdades consoante os assistentes.Até há a verdade verdadeira...isto da verdade dá pano para mangas!
beijo, Valdeir e boa 5ª-feira. Amanhã aqui é feriado - Dia de Camões e de Portugal

Elisa 10 de junho de 2010 09:52  

É verdade, professor!

Muitas vezes acreditamos que uma mentirinha na hora certa faz bem, mas posteriormente vemos que nenhuma mentira (nem qualquer mentira) faz bem. Concordo com seu texto.

jamesp. 10 de junho de 2010 12:54  

Seus posts cada vez mais sábios,meu amigo.Parabéns.
Um grande abraço.

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ 10 de junho de 2010 13:40  

Bom dia, meu amigo!


“A única coisa mais chocante que a verdade, é as mentiras que as pessoas contam para encobri - lá.” Dizia meu avô.


Na definição filosófica, que acho mais prática e sábia de todas: a verdade é um ponto de vista, pois não se pode conceber uma definição sobre o que ela realmente é...

Já fiz leitura de Aristóteles, Pascal Engel e Nietzsche e não me convenci do que é de fato a verdade. De resto, o que falei aqui deve ser desconsiderado, pois filosoficamente, nunca será a definição de verdade.
Um abraço!

Deus esteja sempre contigo.

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ 10 de junho de 2010 17:57  

Você viu lá meu amigo?

A san fez quele post..rs... brava demais.

Aparece no MSN.

Abraços!

Juninho Santos 10 de junho de 2010 18:18  

Mais uma vez você tocou em um ponto sensível meu caro Valdeir, a verdade é tão relativa que pode diferir de uma pessoa para outra. Uma verdade inquestionável para mim pode não ser para você.
A Omissão as vezes é tida como verdade, e a propria mentira pode ter seu "Q" de veracidade.

Um ótimo FDS pra você!
Abraço!

Valdinei 11 de junho de 2010 01:12  

A verdade só dói para os covardes que, vez ou outra arrumam desculpas para fugirem dela.

11 de junho de 2010 12:20  

NA MINHA OPNIÃO A VERDADE DOÍ E MUITO. nEM TODOS GOSTAM DE OUVIR.
NÃO GOSTO DE OMITIR A VERDADE. POR ISSO SOFRO MUITO E MUITAS VEZES FICO SÓ.
MAS SEMPRE RESPEITO A VERDADE DO PONTO DE VISTA DO OUTRO.
MEU QUERIDO AMIGO, OBRIGADA PELO CARINHO DE SEMPRE, QUERO LHE DESEJAR UM FELIZ E ETERNO DIA DOS NAMORADOS.
BEIJOS NESSE SEU CORAÇÃO VERDADEIRO.

Marise von 11 de junho de 2010 19:33  

Valdeir
A verdade é relativa, o que pode ser verdade para mim, pode não ser a sua verdade. Mas...existe a minha verdade, a sua verdade...muitas verdades. Mas, para chegar a ela é necessário o conhecimento...conhecer a si mesmo, para conhecer o outro e as verdades do mundo.
Abraços e um bom fim de semana.
Marise.

Prof. Adinalzir 11 de junho de 2010 22:53  

Concordo que a verdade é sempre muito relativa. O que pode ser verdade num determinado contexto social. Às vezes, pode ser mentira ou ofensa em outro.

Aquele abraço! :-)

Renata de Aragão Lopes 14 de junho de 2010 13:00  

Prefiro a verdade,
ainda que arda.

Beijo,
doce de lira

Psiquismo Desmistificado 23 de junho de 2010 11:04  

Meu amigo,
Excelente reflexão.
Até onde vai a verdade?
Aquilo que gostamos de ouvir é sempre uma verdade?
O que acreditamos é sempre uma verdade?
Respeitamos a verdade?
Gostei muito!
Abraços de luz

PS: O link do meme é esse:

http://sentimentoeemocoes.blogspot.com/2010/06/selo-homens-fabulosos.html

Daniel Savio 5 de agosto de 2010 15:39  

Cara, as vezes o que muda é o que a pessoa recebe com verdade...

Fique com Deus, menino Valdeir Almeida.
Um abraço.

Drica 30 de agosto de 2010 20:12  

A meu ver, o que é verdade para mim não necessariamente é para você, portanto, verdades não são absolutas.

Drica 30 de agosto de 2010 20:14  

Caro colega, as verdades não saõ absolutas. Assim penso.
Fique com Deus.

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO