24 de março de 2010

Borboleta prende homem em Feira de Santana



A borboleta impediu que o homem prosseguisse a caminhada. Ele tentou esquivar-se de todas as formas. Dava agressivas barrigadas. Folgava o próprio corpo com as mãos. Mas todo aquele ridículo esforço foi inútil. O homem acabou preso pela borboleta.


Muitas pessoas estavam no local. Todas observavam a cena atentamente. Algumas ficaram tensas. Outras deram gargalhadas. Mas ninguém tentou ajudá-lo. Só queriam continuar vendo aquele homem preso pela borboleta.

Por fim, o cobrador conseguiu destravar a borboleta. O homem, envergonhado, passou. Pagou a passagem. Minutos depois, desceu do ônibus. Ali, no Terminal Central de Feira de Santana. E ele nunca esqueceu o dia em que foi preso pela borboleta.


26 comentários

Wanderley Elian Lima 24 de março de 2010 08:15  

Olá Valdeir
Aqui na minha terra, o homem ia pagar o mico não com a borboleta, e sim com roleta, pois é assim que chamamos.
Abranção

Aloizia 24 de março de 2010 08:25  

Olá???Que historia é essa???Morro pertinho de Feira de Santana...Conceição do Coité.legal!!!!!!!
O blog está de cara nova????Muito bom.
Me faça uma visitinha depois.
Quando vai ter blogagem coletiva???
Abraços.

Carlos Augusto Matos 24 de março de 2010 10:48  

Coitado do homem... Interessante...

Abração...

D i c a 24 de março de 2010 13:29  

Gosto desse dualidade, desse jogo de interpretações, além de interessante é também inteligente.

Amigao 24 de março de 2010 13:45  

Ah tá,borboleta.
No Rio seria "Um homem preso pela roleta..."
São Paulo: "Um homem preso pela catraca..."

Passando para Aquele Abraço!

Wilson 24 de março de 2010 15:50  

Valdeir,

Tá rolando uma blogagem coletiva e eu vim te convidar. Mais detalhes lá no meu blog. Não deixe de participar com a gente!

Abraços!

24 de março de 2010 17:03  

Preconceito e falta de solidariedade de nosso povo.
Minha filha era obesa, pesava 120 kg, hoje com seus 58kg é mais alegre e feliz, fez aquela cirurgia, uma das mais agressivas que eu acho que possa existir, pois alem do risco de vida você se priva do prazer de comer. Enfim tudo por que cançou de perder empregos e ser ponto de referência para os outros, incrivel né? Mas é a pura verdade e também já ficou presa na borboleta.
Texto perfeito meu querido amigo.
Beijos e beijos!

Weslley M. Almeida 24 de março de 2010 17:26  

Quando comecei a ler achei estranho... "Preso por uma borboleta"? As palavras e seus jogos semâncticos... Boa, Val.

Daniel 24 de março de 2010 19:02  

Ser Humano é F... Pára em acidente pra vê se tem gente morta. Grande parcelas das pessoas querem mesmo é vê o circo pegar fogo. Um abraço.

http://submundosemmim.blogspot.com

Alma Inquieta 25 de março de 2010 11:20  

Olá Amigo Valdeir!

Sabes que tive que ler o comentário da Rô para entender???
Desculpa...
É muita falta de solidariedade... enfim!

Meu Amigo, amanhã completo um ano de blog!!!
Um beijo e um excelente dia!

Neto 25 de março de 2010 14:21  

Uma pessoa presa na borboleta de um ônibus é motivo para todos rirem, menos ajudar.

É o 'espírito do povão brasileiro'. Levam tudo na piada mesmo quando não é assim.

Abraços Valdeir!

LISON 25 de março de 2010 15:56  

Que Post Fascinante!
AMIGO,
Um descuido e qualquer um pode ficar preso na catraca, ou melhor, na borboleta, e não adianta se afobar aí a coisa pega, e como pega.
Parabéns por mais um excelente Post!
Abraços,
LISON.

Eurico 25 de março de 2010 16:51  

Aqui no Recife tb chamamos borboleta e as crianças passavam sob ela, arrastando-se no piso dos ônibus. Agora existe um cartão de passe livre para elas e a humilhação teve fim.
Qdo menino havia um cobrador que circulava pelo coletivo, coitado, a nos cobrar as passagens. Os tempos mudaram e agora são catracas eletrônicas...rsrsrs

Abraço fraterno.

Roberto Hyra 25 de março de 2010 18:33  

Acho que a moral da história se resume no fato de que, diante de algumas situações, as pessoas costumam ficarem paradas como que se estivessem em um estado de catarse. Embora, sentindo no coração vontade de ajudar o pobre homem, elas precisam que alguem tome a iniciativa primeiro para que outro o siga. É típico dauqeles casos que se requer 'atitude' da pessoa.

Não sei se foi este o objetivo do texto amigo Valdeir, mas eu costumo ir além dos fatos nas análises. Se errei na interpretação, peço desculpas.

Grande abraço.

nefasta 25 de março de 2010 20:20  

Muito bom esse texto! Foi inspirado em alguma situação semelhante?

Deve ser muito ruim passar por uma situação como essa. O pior de tudo não é nem a falta de solidariedade. O pior mesmo é o efeito devastador que pode causar na autoestima desta pessoa. Falta de solidariedade, infelizmente, não é novidade. Agora, ter peito para enfrentar isso...

Abraços!

Max Martins 26 de março de 2010 01:00  

Valdeir,
Quase que eu não entendo o texto.
Por aqui chamamos de roleta...nunca havia escutado a expressão e não estava conseguindo ver sentido no texto...rs.
Essa situação deve ser bem embaraçosa.
Abraços

VELOSO 26 de março de 2010 02:06  

MUITO BOM SUA CRÔNICA JÁ VI PELO COMENTÁRIO QUE GEROU VÁRIAS INTERPRETAÇÕES DIFERENTES ! PONTO PARA VOCÊ!
Gostei do titulo não tem como fugir sem ler, preparou uma bela armadilha mas vale apenas ficar presa nela na crônica não na borboleta ( aqui chamamos de catraca )valeu! (já fui cobrador de ônibus)quem perguntou?!
gostaria de postar algum trabalho seu no meu Baú!
Um abraço!

Luma Rosa 26 de março de 2010 19:31  

Mas somente o cobrador para ajudar esse homem, o que o resto faria? Talvez uma dama tivesse a presença de espírito de tirar um grampo do cabelo, mas também não poderia fazer isto na presença do cobrador. Enfim, uma situação constrangedora!
Você ficou sabendo do rapaz que ficou preso na catraca do metro de Teresina, justo no dia da inauguração? Ficou quase meia hora preso e o ocorrido aconteceu nessa semana! Ninguém conseguiu ajudar o coitado e foi preciso chamar o corpo de bombeiros. Bom fim de semana! Beijus,

Renato Orlandi 27 de março de 2010 15:06  

Geralmente isso acontece com abelhas comigo, mas voce já viu uma borboleta de perto como são feias... COntudo eu acho que isso foi uma metáfora rsrs... deixa p lah.. abraçoo!

Sandra 27 de março de 2010 15:22  

BOA TARDE!!!!

SÓ vc é capaz de preenceher todo o meu coração Virtual.
Muito obrigada pela visita.
Retribuir é um ato de Amor.
Por isso venho te dizer que que sou muito feliz Com os seus comentários E CARINHOS POR LÁ REGISTRADOS.
Curiosa e demais blogs, só tem é agradecer pela sua imensa amizade. Construimos juntos este laço de Amizades, de Carinho e Afeto E SINCERIDADE.MUITO VERDADEIRA.
Sou feliz com a sua companhia e afeto. As vezes demoramos, PARA VISITAR, mas contra a nossa vontade. Porque a vida Real. é intensa. Não podemos fugir dela.
Deixo um grande carinho e um forte abraço, cheio de Luz e Paz.
Quando vim na curiosa, passe pela interação de amigos e tome o seu cafezinho..
Agradeço imensamente o seu Amor..
Tenha um lindo Final de Semana.
Carinhosamente,
Sandra

Não esqueço..Posso demorar..mas venho..VOCÊ MORA DENTRO DO MEU CORAÇÃO.NÃO NO LADO..MAS SIM BEM NO MEIO DELE.

HSLO 27 de março de 2010 16:29  

Maravilha de postagem...gostei.


te desejo um ótimo final de semana...amigo.


abraços


Hugo

Elisa 27 de março de 2010 18:06  

No inicio do texto eu pensei que era uma borboleta de verdade rsrs Desculpe minha ignorância, professor! Mas é que ficou bem engraçada a estória rs

É claro que é uma situação bem inusitada, e estas coisas acontecem mesmo!... Prazer estar por aqui de novo! bjos.

Catarino 27 de março de 2010 21:40  

Muito bom, induz que seja uma borboleta.

Andreia 28 de março de 2010 02:08  

Oi Valdeir,
O ser humano em sua maioria é assim,
não está nem ai para o que acontece com os outros.
è por estas e outras que o mundo esta ficando esta m...
Interessante este jogo de palavras, só se percebe realmente ao que se refere no decorrer do texto!
Muito legal!
Beijos na alma querido e obrigada por sua sempre adorável visita...

MarGGa 28 de março de 2010 14:06  

Crônica curta, incrivelmente bem escrita e incrivelmente inteligente.
ABÇão
MarGGa

Daniel Savio 29 de abril de 2010 21:36  

Hua, kkk, ha, ha, e eu pensando que era a borboleta inseto, ai vai eu pensando com era possivel algo do gênero.

Cara, Botafogo fala, mas latindo, pior é quando ele quer sair para passear, e comer um pedaço de algo que estamos comendo (é, ele se faz que notemos o que quer).

Fique com Deus, menino Valdeir.
Um abraço.

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO