5 de maio de 2011

É preciso amar... e navegar


É preciso amar as pessoas
Como se não houvesse amanhã.

Não é apenas amor de sentir, é também de estar junto, compartilhar. Amor que, mesmo de longe geograficamente, seja presente, atuante.
E não somente no espaço erótico particular, mas no intenso afeto geral: amar cada pessoa que nos quer bem e vice-versa.

Afinal, você não sabe o dia de amanhã. Amanhã, aqui, significa surpresas (as boas e as nem tanto): a vida apronta, meus caros, e como apronta! As oportunidades perdidas hoje serão as lamúrias do futuro, como moinho que clama para que as águas o movam.

Porque se você parar pra pensar
Na verdade [o amanhã] não há.

A propósito, o que é amanhã?
É o ciclo cronológico que recomeça: Amanhã: paramanhã: manhã seguinte – momento que inicia o novo dia. Logo, o amanhã sempre virá, mas vivencie a tarde agora; experimente a noite já. Sinta a dádiva da véspera até o último minuto.
É preciso amar, assim como navegar.
Navegar flui o mar e a vida; amar também. (Texto de Valdeir Almeida)

Escrevi este texto inspirado em refrão de Renato Russo.



Imagem: stock.xchng


26 comentários

Catia Bosso 4 de maio de 2011 20:24  

Uau! Que bem colocadas as suas palavras, gostei muito e acatei as dicas das entrelinhas.
bj

Junior Silva 4 de maio de 2011 22:51  

Olá Valdeir

Belo texto, disse tanto em tão pouco...
Essa música marcou uma fase que talvez seja a mais importante da minha vida, a transição da fase adolescente pra adulta.

Obrigado por me fazer lembrar disso. Abraços.

Denilson Almeida... 4 de maio de 2011 22:57  

Muito boa esta postagem,essas palavras pareçem que dizem algo diretamente pra nós....

Hugo de Oliveira 4 de maio de 2011 23:07  

Brilhante! Você escreve super bem.
Estava com saudades de passar por aqui.
Depois passe em meu blog, tem novidades por lá.


abraços

Mary Miranda 4 de maio de 2011 23:29  

Valdeir, que inspirador!!!!

Uma prosa poética... Que maravilha!!!!
Amigo, o tempo é um daqueles mistérios, levando-nos a uma confusão mental: ele não existe, mas passa...
Seu passar é indubitalvelmente o mais democrático de todos porque, se faz envelhecer o pobre, o faz também com o rico, com o famoso, o anônimo, com todos nós!...
Ultimamente eu tenho abraçado a música do Zeca Pagodinho como meu tema de vida: 'Deixa a vida me levar/ Vida leva eu/ Sou feliz e agradeço/ Por tudo que Deus me deu'.
Vamos vivendo, vamos levando, vamos amando, vamos navegando, e vejamos adiante no que isso dará!
Há premissas de plenitude no porvir? Sinceramente, não sei...
Pelo menos estaremos fazendo o que nos compete: VIVENDO COMO É POSSÍVEL VIVER-SE!!!!

Ótimo post e ótima temática para a nossa viagem mental!
Obrigada por esse momento tão reflexivo que nos permitiu sentir com suas líricas palavras!

Beijos,
Mary:)

Roberta Fraga 5 de maio de 2011 07:37  

Agora bateu uma pontinha de saudade...

Wanderley Elian Lima 5 de maio de 2011 08:37  

Olá Valdeir
Amar enquanto há tempo, amanhã pode ser tarde demais.
Grande abraço

Élys 5 de maio de 2011 10:40  

Amar... Amar principalmente a vida,para que o mundo seja mais fraterno.
O tempo...O que é o tempo se não o agora, sempre presente?...
Um abraço.

Vanessa 5 de maio de 2011 14:42  

Noooossa Valdeir que viagem eu fiz agora com seu artigo, muito obrigada.

bjs

5 de maio de 2011 18:44  

O dia de amar é o hoje com certeza, pois amar amanhã quem sabe???
"Sinta a dádiva da véspera até o último minuto.
É preciso amar, assim como navegar.
Navegar flui o mar e a vida; amar também."

Precisa dizer mais meu querido e sempre amigo?
Navegar e amr...lindo isso!

Beijos meus e obrigada pelo carinho tão gostoso que flui de suas palavras e palavras sábias.

Alma Inquieta 5 de maio de 2011 19:12  

Parabéns Amigo!

Lindo o teu texto! Devemos viver cada dia como se fosse o último para não nos arrependermos depois. Sabes, a vida ensinou-me que é assim que deve ser! Pena que aprendi com as coisas menos boas que a vida colocou no meu caminho!

Um beijo enorme, Valdeir.

Weslley Almeida 5 de maio de 2011 22:35  

Beleza de reflexão, Val, nesta prosa com os versos de Renato Russo.
Um incentivo ao Carpe Diem!
Abração!

Cores da Crise de meia idade! 5 de maio de 2011 23:07  

Amar faz bem!

Elenáro 6 de maio de 2011 00:40  

O problema é as pessoas fazerem cada vez menos isso! Uma boa análise!

6 de maio de 2011 15:09  

Oi, Valdeir!
Obrigada pelos votos de Feliz Páscoa e desejo, mesmo com atraso, que a Vida Nova tenha se tornado o presente maior nesta data tão especial. Também aproveito que o Dia das Mães está quase aí para deixar meus votos (não sei se tem a sua mãezinha ainda ou não, mas, mãe é pra sempre, não é? As boas lembranças sempre aflorarão em nós, seu legado.)
E, falando em amor, amar... Mãe é o melhor exemplo dessa doação contínua e fervorosa pelos filhos, inclusive, (digo por mim e pelas demais iguais a mim...rs)queremos tanto que nossos filhos sejam sempre nossos bebês que, às vezes, é difícil vê-los ganhando asas e alçando voos mais altos, se bem que lá no fundo a gente acaba sentindo um orgulho danado, afinal, é pra isso que os educamos!
Adoro as músicas do Legião, sou fã desde a adolescência e as letras nos ensinam e revelam coisas importantes que deixamos passar sem nos darmos conta. "Amar hoje" é uma dessas coisas!
Lindo texto, pra variar... [:D]
Bjins e até!

Iara 7 de maio de 2011 02:35  

Lindo trabalho, adorei ! Mas amar é uma coisa que se aprende e neste mundo parece que todos estão decorando a lição errada...beijos

Néia Lambert 7 de maio de 2011 18:55  

Valdeir, colocastes as palavras com maestria ao expressar tão bem que é preciso amar sim, mas intensamente e no atual momento.

Um abraço.

Prof. Adinalzir 7 de maio de 2011 20:17  

Disse tudo... Você é o cara!
Vamos torcer para o mundo também pense assim.
Abraços!

ArcadoAutoConhecimento 7 de maio de 2011 21:28  

Que post mais lindo. Adorei o seu blog. Vim retribuir sua visita e lhe fazer um pedido. O ArcadoAutoConhecimento foi indicado para concorrer ao SELO BLOG DA SEMANA, em votação que se iniciou no dia 05/05 e ficará aberta até o dia 11/05/2011 no BLOG DO SUPER WILL. Se você quiser me presentear com seu voto, deve acessar o blog do Super Will, no endereço http://wwwwillblog.blogspot.com/. O Will é o idealizador do selo, tendo por objetivo homenagear e promover a confraternização blogueira através da troca de links, divulgação e experiências. Desde já, agradeço a gentileza e amizade.

Tom 8 de maio de 2011 00:15  

Cara, depois deste texto, pensarei bem mais no A-manhã...
Abração!

Rute 8 de maio de 2011 01:36  

Olá querido amigo, Parabéns pela linda postagem. Pena que nem todo mundo ama viver, ama o respeito, ama a solidariedade, e ama o outro. Mas quem sabe, o mundo possa saber amar um dia!
Beijos, ótimo domingo a vc. E maravilhosa semana!

Mônica 9 de maio de 2011 12:58  

Eu vivo imaginando o meu amanha.
Mas devo é fazer bem para ter um amnha feliz.
com carinho Monica

Mafalda S. 9 de maio de 2011 13:27  

Texto fantástico e inspirador!
Beijo

Bia Jubiart 10 de maio de 2011 07:40  

As letras da música de Renato Russo sempre rende bons textos, e estão indo além, "Faroeste Caboclo" está virando filme (ou já virou).

Acho interessante o fato ser artesã, mas sigo e tenho muitos amigos seguidores que escrevem com excelência e com a alma,os artesãos das letras...

Seja sempre bem vindo na Jubiart, a casa é nossa!

Um abraço cheio de boas energias aqui do Norte.

Luma Rosa 10 de maio de 2011 20:47  

Viver é um pisca, pisca! Dizia a nossa filósofa Emília, do Sítio do Pica-pau amarelo! Portanto, antes que a vida passe e você feche os olhos definitivamente, distribua muitos beijus e abraços!! Beijus,

Sorriso de Japa 22 de maio de 2011 22:22  

Oie
Axei lindo seu blog e seus trabalhos.
Amar para mim é a razão da vida, adorei o texto
Muitas vezes um pequeno detalhe faz grande diferença!
Em poucas palavras dizemos muito.
"Ame hj!"
Te convido a conhecer o meu cantinho. E Seguir c quiser.
Já estou t seguindo.
Beijos e ótima semana
By Vanessa

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO