6 de agosto de 2010

O Diálogo do Retorno


Tonico Benites, índio e doutor em antropologia, diz que “para os guaranis, a conversa é um encontro entre almas. Se você fala alto, assusta a alma do outro”. Essa forma de considerar o diálogo é inerente não apenas a esta etnia indígena, mas ao ser humano em geral.



A diferença é que os índios vivenciam isso no seu cotidiano. Já os integrantes da civilização branca, corrompem o diálogo por não mais utilizá-lo nas suas relações interpessoais, ou por usá-lo conforme os próprios interesses.

Esse é um dos motivos que levaram a humanidade a adoecer. Não há mais diálogos, falta o encontro entre almas.



Amigos, após minha ausência necessária, a volta também se fez imprescindível. Afinal, blogar é um hábito (saudável) difícil de deixar. Mas meu retorno veio com algumas mudanças: continuarei acompanhando as atualizações dos blogs-amigos com o prazer de sempre; entretanto, não poderia comentar com a mesma frequência de antes. A outra mudança diz respeito aos selos, memes e afins; será inviável – pelo menos por ora – repassar os que tenho recebido ultimamente e os que, por ventura, receberei.


Aproveito para agradecer a todos que, durante meu afastamento, entraram em contato comigo expressando preocupação. Obrigado pelo carinho.

24 comentários

Janeisa Tomás 6 de agosto de 2010 09:58  

Querido amigo, seja bem vindo e com o seu tempo, todos entendemos e respeitaremos.
Adorei o texto da conversa dos guaranis.
Grande beijo!

Rafael Silveira 6 de agosto de 2010 10:11  

Mano, realmente, a falta de comunicação, mais especificamente o diálogo cara a cara, tem feito a falta.

Hoje, já não existe o hábito de coversar para chegar a um esclarecimento ou um acordo.

Quem fala mais alto, pode e manda mais.

Infelizmente, não está ao alcance dos pequenos mudar isso.

E infelizmente, teremos de nos acostumar a essa falta de compreensão entre os seres.

Grande abraço, seja bem vindo novamente, e vez por outra, estarei passando por aqui para comentar.

Carlos Augusto Matos 6 de agosto de 2010 10:47  

Ebaaaaaaaaaaaaaaa... Que belo presente pós férias o teu retorno ao blog... Seja bem -vindo... Uhuuuuuuuuuuuuuuu...

Abração meu amigo...

Wanderley Elian Lima 6 de agosto de 2010 11:33  

Olá menino
Bom que voltou. Não se preocupe, tudo tem que ser , da forma que pode ser.
Abração

VELOSO 6 de agosto de 2010 11:50  

Seja bem vindo voltou em alto estilo ótimo texto parabens , fica com a gente!

Daniel 6 de agosto de 2010 12:31  

O diálogo está cada vez mais escasso hoje em dia. Pais não conversam mais com filhos, amigos quase não se vêm, casais não sabem mais usar o diálogo como saída par os problemas d dia-a-dia, enfim, é pela pouca conversa e interasão que as pessoas estão cada vez mais arredias... Tem texto novo no Sub Mundos. Um abraço.

http://submundosemmim.blogspot.com

D i c a 6 de agosto de 2010 13:16  

Quando voltamos sempre trazemos alguma coisa diferente, espero ver essa coisa diferente aqui. E blogar é mesmo um hábito saudável, mesmo que pareça vício.

Tive saudade de ler você.
beijo!

J. Neto 6 de agosto de 2010 14:13  

"Já os integrantes da civilização branca, corrompem o diálogo por não mais utilizá-lo nas suas relações interpessoais, ou por usá-lo conforme os próprios interesses."

Em poucas palavras você diz tudo. Este é um dos prazeres que eu tenho de vir aqui. Sempre vejo lucidez e coerência em seus posts, algo que nos faz aprender e crescer com esse aprendizado. Parabéns, Valdeir!

Muitas pessoas gostarão de saber de sua volta (rs). Abraços

HSLO 6 de agosto de 2010 15:54  

Que legal sua volta viu...seja bem vindo novamente.


abraços
de luz e paz


Hugo

Rafael Lopes 6 de agosto de 2010 18:38  

Aee, seja bem-vindo novamente. Ando sumido tb, mas tento aparecer quando posso.

Abraços

LILIANE 6 de agosto de 2010 19:05  

"...a conversa é um encontro de almas, se você fala alto, assusta a alma do outro."
Que encanto este jeito de ser, que delicadeza.
O respeito pelo outro e por seu espaço.
Nossas vidas poderiam ser diferentes se aplicássemos este conselho dentro das nossas casas.
Seríamos mais gente, eu acho.

Valdeir, a ausência é tão importante quanto a presença, porque neste período temos oportunidade de refletir e renovar as forças.
Que bom que está aqui de novo.
Penso que todos os amigos que conquistou te entendem e te respeitam.
Mas que deu saudade, ah, isso deu.
Grande abraço

"Política sem medo" 6 de agosto de 2010 20:07  

Ola Valdeir, seja bem vindo ao seu espaco que nos compartilhamos com prazer. Entendemos sim que voce jovem que e precisa do seu tempo para preparar o seu futuro. Aqueles como eu que ja estao desfrutando de sua aposentadoria continuaremos a ler os seus textos descontraidos mas sempre com uma profundidade que nos comove. Seja feliz querido. So isso e o que desejo.

Rute 6 de agosto de 2010 20:45  

Feliz com o seu retorno, seja bem vindo!!!
Beijinhos a vc

Daniel Savio 6 de agosto de 2010 21:00  

Mas ocorreu algo contigo?

Penso que seja algo que envolva também a tua vida pessoal...

Fique com Deus, menino Valdeir.
Um abraço.

Alma Inquieta 6 de agosto de 2010 21:05  

Olá Valdeir, meu Amigo querido!

Que saudades eu tinha de ler as tuas palavras!

Muito lindo o teu texto e contém grandes verdades, porque se alguém tem necessidade de falar alto, o diálogo já terminou há muito...

Um beijo meu amigo e que tenhas um excelente final de semana.

Weslley Almeida 6 de agosto de 2010 23:03  

Fantástica esta definição de conversa. Tão bom seria se a encarnássemos...
Boa volta!
Abraço, Val!

Renato Orlandi 6 de agosto de 2010 23:22  

Bem vindo de volta!

Estava com saudades dos seus textos sempre inteligentes e reflexivos, faça tudo ao seu tempo e limite.

Abraçoo!

7 de agosto de 2010 08:05  

é por isso que te amamos meu querido amigo, por sua delicadez e carinho.
Epseramos anciosos sua volta e não faz mal, respeitamos seu tempo. Nem por isso deixarei de visitar para sempre aprender contigo.
Beijos de boas vindas que abençoe seu caminho.
Rô!

Ebrael 7 de agosto de 2010 12:47  

Valdeir,

O que vemos hoje é o conceito de diálogo transformado em disputa pessoal encarniçada em prol de vaidades, apenas. Ninguém mais escuta o outro. Deveríamos falar em etapas de nomáximo dez segundos, esperando dez segundos para que o outro reflita e outros dez segundos para que o outro fale. Numa roda de conversas, assim sendo, nunca faltaria assunto, e as noites passariam voando. Diferente dos solilóquios hipnagógicos (de dar sono) dos canastrões em propaganda eleitoral...

Abçs e feliz retorno!

Ebrael.

Catarino 7 de agosto de 2010 14:55  

Valdeir
Tenha um bom retorno. Realmente blogar passa a fazer parte da nossa vida.

VariedadesemPalavras

Elisa 7 de agosto de 2010 15:38  

Eu odeio pessoas que não sabem conversar e ainda por cima falam alto. Tem uma pessoa na minha família que é assim, e ainda não perdeu esse mau hábito.

Prof. Adinalzir 8 de agosto de 2010 19:49  

Seu texto está excelente e mostra o quanto ainda temos que aprender com a sabedoria indígena. Benditos sejam os guaranis!

Fico muito feliz com a sua volta! :-)

Marcio Nicolau 9 de agosto de 2010 12:31  

Bem vindo de volta e obrigado pelo retorno dado lá no InterTextual. Sigo você agora e, sempre que puder, me manifestarei aqui.
Um abraço.

Danilo Carvalho 9 de agosto de 2010 22:12  

Caro Valdeir, a blogesfera agradece sua volta!

Receio esses fóruns em blogs serem ótimos espaços para os diálogos! já são um grande passo ao 'reencontro' das almas!

Seja bem-vindo! (de volta, é claro).

Abraço!

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO