27 de maio de 2010

As seis coisas que você não sabe sobre mim – Valdeir


Os amigos Herval e Max Martins me escolheram para que eu falasse seis coisas a meu respeito – em caráter inédito. Então, vamos lá:


Eu, professor de Matemática? Como a maioria dos estudantes, eu detestava Matemática. Mas, da água para o vinho, passei a amar os números. Motivo: conheci uma professora que ensinava a matéria transmitindo tanta alegria que os cálculos nem doíam. Tive a sorte de ser aluno dela durante três anos. E sempre tirando notas máximas. Isso é exemplo de que o professor apaixonado por sua disciplina pode transmitir a mesma paixão aos alunos. Por essa razão, passei aqueles três anos convicto de que seria professor de Matemática. Mas a Língua Portuguesa falou mais alto, porque era meu sonho de infância (e olha que não tive grandes referências de professores de Português).

Não uso relógio de pulso Muitas pessoas acham que não uso relógio de pulso, porque já fui assaltado (e quem não foi?). A verdade é que o relógio torna o tempo mais longo (quando a tarefa é fatigante) e encurta o tempo (quando a atividade é prazerosa). Então, sempre que possível, melhor não ficar a cada minuto olhando o relógio. Aliás, por não usá-lo consigo “calcular” as horas de forma quase intuitiva.

Pirulito Zorro O Pirulito Zorro fez sucesso na minha infância. Porém, o mais interessante dele era o comercial que apresentava duas crianças perguntando aos pais: “O que é o que é, tem três letras e é o maior pirulito do mundo?”. Os pais não sabiam responder. As crianças demonstravam, então, a “decifração” do enigma: "Zorro".

As duas faces da inspiração Os amigos leitores já sabem do meu amor pela palavra. Entretanto, a maioria desconhece que o processo da escrita, não raramente, está pontilhado de algumas inconveniências. Por exemplo, se a inspiração me surpreende, preciso transferir para o papel tudo que ela me transmite (até a última gota); caso contrário, ela me persegue implacavelmente, inclusive durante a noite. Não foram poucas as vezes em que as idéias me tornaram insone, e o sono só aparecia após eu escrever o que a inspiração exigia (ela é imune à tarja preta).

O "Bem-Te-Vi" virou "Ponderantes" Durante os três primeiros meses, o blog "Ponderantes" se chamava “Eu Bem-Te-Vi". O título até que era poético, porém patético e antiestético. É que eu sempre fui fascinado pela capacidade das palavras irem além do que está pronto. Muitas vezes, temos necessidade (ou simples curiosidade) de desnudar as entrelinhas da verdade. Não é por outra razão que a palavra “olhos” é tema frequente dos meus posts.

Amo meus amigos Meu cachorro de estimação, que vez ou outra aparece por aqui, não é personagem de ficção. Ele existe mesmo, e sempre me inspira a falar sobre amizade verdadeira. Mas isso não significa que eu esteja relegando meus companheiros humanos. Eu seria louco se tomasse tal atitude. Amo meus amigos e sei que a amizade deles é verdadeira. Quanto aos falsos amigos, mandei todos eles às favas, aos cuidados de Edmunda.


Para continuar o meme “As seis coisas que você não sabe sobre mim”, tenho que escolher seis amigos, e estes devem fazer o mesmo que estou fazendo: elencar em seus blogs as seis situações inéditas a respeito de si mesmos, indicar mais seis pessoas e avisar aos indicados.



Meus indicados são:

Wilson
Sanzinha
Juninho Santos
Alma Inquieta
Hugo
Teresa



34 comentários

jamesp. 27 de maio de 2010 10:44  

Fiquei feliz em conhecer um pouco mais sobre você.Um abraço.

Wanderley Elian Lima 27 de maio de 2010 10:56  

Olá Valdeir
É sempre bom saber um pouquinho mais sobre nossos amigos, mesmo que virtuais. Prazer em conhecê-lo.
Um abraço

brasildobem 27 de maio de 2010 11:42  

Que bacana Valdeir, não fazia idéia de teu talento para os números, jurava que vc. estivesse ligado a literatura. Admiro essa sua facilidade com os números, porque eu erro até em máquina de calcular. rsrsrs.
Bjs
Janeisa

Teresa 27 de maio de 2010 11:44  

Valdeir
Que tarefa difícil!
Mas vou pensar em seis coisas que os meus amigos não conheçam sobre mim (e que possa ser dito na net,não é?) e cumprir a tarefa. Obrigada pela lembrança.
Bjs

topmaiz 27 de maio de 2010 12:10  

Valdeir,

Gostei de conhecer um pouco mais sobre o amigo.

Parabéns aos indicados.

abraço!

Max Martins 27 de maio de 2010 12:31  

Valdeir,

Nunca simpatizei muito com memes, apesar do pouco tempo que tenho blog. Porém, achei esse muito interessante pelo fato de poder saber um pouco mais sobre as pessoas com as quais trocamos ideias pela rede.
Me identifiquei em dois pontos: relógio de pulso e a insônia quando uma ideia surge (sempre em momentos inoportunos...hehehe).
Eu não uso relógio porque me dá alergia no pulso. Herdei isso de minha mãe. Começa com uma coceirinha que vai crescendo e em pouco tempo não dá pra suportar. Embola toda a pele e aí já viu...melhor não usar.
Às vezes, surge uma frase na minha mente e vai se desenrolando um texto. Geralmente, em forma de poesia. Não falei no meu post, mas penso que sou poeta desde os 15 anos. Enquanto não escrevo o que veio à mente, não consigo dormir. É impressionante, não tem jeito mesmo.
Era isso, amigo.

Muito obrigado pela participação. Foi ótimo saber um pouco mais sobre o amigo.

Um forte abraço aqui dos pampas!

Vanessa 27 de maio de 2010 13:31  

Valdeir, bom saber um pouco mais sobre você. E, menino , eu tb adorava o Zorro. :-)

bjs

D i c a 27 de maio de 2010 14:01  

Senti vontade de ter sido indicada também. Adoro esses "memes" e faz tempo que não recebo um ou participo.

Pirulito Zorro.. nunca imaginei, adorava também.

beijoo

Éverton Vidal Azevedo 27 de maio de 2010 14:53  

Legal conhecer um pouco mais sobre você meu irmao.
Eu também nao uso relógio de pulso hahaha, e olha que preciso, mas a verdade é que eu nao gosto de muitos adereços (exceto coisas artesanais).
E achei interessante como vc se tornou professor de matemática. Sim, um bom professor muda tudo.

Abraço!

Valdeir Almeida 27 de maio de 2010 15:44  

Amigo Éverton,

Eu gostava muito de Matemática, mas investi na carreira de Professor de Português, porque apesar de gostar de números, sou amante das Letras.

Abração.

Rosana Madjarof 27 de maio de 2010 15:58  

Valdeir,

Gostei muito do que escreveu sobre você, e temos algumas coisas em comum...

Primeiro são as palavras, pois adoro escrever, e também a inspiração tem que vir na hora certa... Ficar pensando para escrever não é comigo... Tenho que ter a idéia bem clara na minha mente, e aí as palavras brotam espontaneamente.

Segundo que também não uso relógio de pulso faz alguns anos, pois além de ser incômodo, ficamos o tempo todo conferindo os minutos... rsss

Ah! E o cão... Os meus cães são a minha alegria, e eles sempre me inspiram a escrever...

Adorei!

Bjs.

Rosana.

Daniel Savio 27 de maio de 2010 16:18  

Realmente, não sabia a parte do nome "voador" do teu blog...

Hua, kkk, ha, ha, pegando no teu pé, mas sempre é bom conhecer as pessoas que le-mos.

Fique com Deus, menino Valdeir.
Um abraço.

Alma Inquieta 27 de maio de 2010 16:32  

Olá querido Amigo Valdeir!

Não sei se devo agradecer-te...:=)
É brincadeira..., obrigada por te lembrares de mim!
Mas, ainda não sabia disto, já estava preparando um post... e surpresa...!

Passa lá por favor e verás, porque para mim, tu e o teu blog valem ouro.

Um beijo e boa sexta-feira.

"Política sem medo" 27 de maio de 2010 16:37  

Adorei As seis coisas que voce mais gosta Valdeir e tambem gostei de saber que voce e bom em Matematica tambem. A habilidade que voce tem com as palavras faria de voce um Professor dse Portugues mesmo se voce tivesse escolhido a Matematica. rsrsrsrsrsrs Parabens aqueles escolhidos por voce. Sei que sao pessoas que fazem a diferenca. Parabens!

digitaqueeuteleio 27 de maio de 2010 17:24  

Nossa, preciso conhecer este pirulito! rss Vou fazer uma visita pro Mister Google depois..rss

Cada um de nós sempre tem algo novo pra passar, muito bacana isso.

Abraço
Marcelo.

vanessa 27 de maio de 2010 18:42  

Usar relogio de pulso tá mesmo fora de moda rs

Gostei de lhe conhecer professor! Puxa!... Nos conhecemos só pela internet, mas eu sinto como se sua presença estivesse tão perto de mim que dá vontade até de chorar, de emocionada.

Obrigada!

Rute 27 de maio de 2010 19:26  

Muito bom, conhecer um pouco de ti Valdeir.
Beijinhos a vc!

Neto 27 de maio de 2010 19:36  

Pirulito Zorro, Eu Bem Te Vi... Desculpe Valdeir, mas não consegui parar de rir. ahahaha

Mas não é riso de deboche. É riso de alegria. Eu tambem chupava muito o pirulito zorro ahahahaha

Fico feliz em saber que temos (ou tínhamos) algo em comum. Confesso que, no campo das palavras, tenho muito ainda que aprender. E é bom saber que sempre posso vir aqui pedir ajuda aos universitários :-)

Muito boa sua explanação. Um dia vamos nos encontrar para tomar um café, e quando eu lhe contar que também era fã dos gibis da mônica, do atari (esse eu até brigava com meu irmão) e do aquaplay, vamos cair juntos na risada ahahaha

Alegria boa em rever os amigos! Abraços.

ps. você falou que me enviou um email. Não recebi.

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• 27 de maio de 2010 20:50  

Eu adorava o pirulito do Zorrooooooooooo! kkkkkkkkk
Achei que ninguém se lembrava mais disso. Nossa, minha mãe me comprava muitos, eu devorava! kkkkkk
Que saudade da infância.
Valdeir, obrigada pela indicação. Eu já participei dessa brincadeira, na semana passada. Minhas respostas estão aqui:

http://jardimdasan.blogspot.com/2010/05/6-coisas-sobre-mim.html

Beijo imenso pra vc e muito obrigada pelo carinho, viu?

Ah! Vc não vai participar da blogagem coletiva do Espaço Aberto? Participa com a gente, o prazo é até segunda-feira!
Não aceito não como resposta! rsrsrs
Mais detalhes aqui:

http://um-blog-para-todos.blogspot.com/

Roberto Hyra 27 de maio de 2010 21:30  

Tinha o pirulito zorro e o chocolate kri da nestlé, lembra? Boa nostalgia.

Forte abraço

Elcio Tuiribepi 27 de maio de 2010 22:59  

Olá amigo...fiz esse Meme também..
Boas lembranças...pirulito do Zorro era uma mania.
Também sou perseguido pelas palavras na madrugada, enquanto não as coloco num papel, não sossego e nem durmo direito, ela vão e voltam...rs
Prazer te conhecer...ah...também não uso relógio, já me acostumei tanto que geralmente acerto as horas mesmo sem relógio, mas não uso porque não gosto de nada me incomodando...nem celular eu tinha...ganhei um no aniversário...rsrs
Um abraço na alma... participe da blogagem coletiva...ainda dá tempo...valeuuu

Luma Rosa 27 de maio de 2010 23:37  

Eu gostava muito de uma balinha de café que vinha embrulhada em papel manteiga bem fininho! Não tinha marca e era uma gostosura! Será que essa balinha era regional? Nunca mais vi!

Sempre tive paixão por matemática e certamente, foram duas ótimas professoras que me ensinaram além da matemática; ensinaram a 'estudar' direito! E por causa da matemática, passei a gostar de física e química também! Como uma coisa leva à outra, a matemática me posibilitou ter uma visão espacial apurada e desenvolver o meu lado artístico. Sei das minhas deficiências com relação ao português, porque não sei perguntar para o verbo? (rs*) mas sou boa em outras línguas, vai saber! Também não uso relógios - controlar o tempo me deprime - e tenho meu cão Max! Vê, temos muito em comum!

Sumie 28 de maio de 2010 03:03  

Valdeir gostei de saber mais sobre vc e quanto ao relógio de pulso,gostei do seu conceito,acho que vou adotar rsrs.
Bjs!

Juninho Santos 28 de maio de 2010 12:24  

Valdeir, gostei muito hein!
vc me lembrou o Quincas Berro d'água, ele tambem não
controlava o tempo por relógios.

Mudando um pouco o assunto...
Perdoe minha ignorancia, mas, o que é "meme"?

Um forte abraço, e ótimo final de semana pra vc!

LILIANE 28 de maio de 2010 17:37  

Muito gostoso esse jeito tranquilo que você relata as coisas. Nos deixa leves. São essas memórias que enriquecem a vida enquanto estamos por aqui.
É bom perceber pessoas com essa sensibilidade.
O pirulito era bom demais.
A propósito , você é mineiro?
Só curiosidade de mineira.
Um grande abraço

Em@ 28 de maio de 2010 20:00  

gostei de saber um pouquinho mais sobre si. afinal só o conheço através do que escreve.
abração

Wilson 29 de maio de 2010 01:45  

Olá Meu amigo!
Tudo bem?

Eu não conheci o pirulito do zorro..rs..que pena, acho que era bem gostoso. Quando a San fala nesse pirulito fala com tanto gosto...rs
Amigo , obrigado pela indicação vou tentar participar, mas, minha vida está uma correria. Tenho que estudar esse final de semana para uma prova escrita que é de lascar. Prometo que vou fazer o possível.
Te desejo ótimo final de semana.
Um abraço!

Deus esteja sempre contigo.

29 de maio de 2010 09:47  

Bom agora que sei mais um pouquinho de ti, posso dizer que te admiro mais ainda.
Minhas crianças adoravam esse pirulito, compravamos de caixa fechada para eles.
Parabéns prof. e grande escritor.
Sou sua fã número um.
Fique com Deus e tenha um fim de semana encantador!
PS: maridão de férias em casa, meu tanto está voltado só para ele, minha casa tá de férias também. Desculpa não vir mais por aqui...agradeço seu carinho e amizade de sempre!
Te amo amigo!

Prof. Adinalzir 29 de maio de 2010 18:02  

Prezado Professor Valdeir

Achei ótimo saber um pouco mais sobre o amigo. Eu também era um devorador dos pirulitos Zorro. Rsrs... Agradeço a sua visita ao meu blog.

Abraços!

Carlos Augusto Matos 30 de maio de 2010 04:57  

Ótima postagem. É sempre conhecer um pouco mais as pessoas... Excelente post...

Abração...

sheila 1 de junho de 2010 11:49  

Muito bom saber mais sobre vc.
Felizmente suas palavras só confirmaram o que meu coração já havia revelado sobre vc.
Parabéns amado.
Deus continue a inspirá-lo.

Andreia 3 de junho de 2010 02:24  

Adorei o meme,
gosto deles pois nos permite sempre a sabermos
um pouquinho mais da intimidade, qualidades e manias de nossos amigos.
A língua Portuguesa é bela e se renova a cada dia, principalmente quando usada por mestres como você.
Saber renovar a língua é saber traduzir as entrelinhas
por trás e por entre as palavras sempre surtidas de sentimentos que ao mestre cabe revelar-nos(dúvida, é junto ou separado!)foi assim que aprendeu a gostar dos números que embora complexos fazem matematicamente parte de nossas vidas.
Tudo isto se decompoe em amor.
Esta é a grande arte. A arte de ensinar a viver através das palavras e além delas.
Terno beijo na alma meu querido amigo e mestre...

VELOSO 11 de junho de 2010 11:48  

Muito bom saber um pouco mais sobre o ser humano que faz o PONDERANTES, esse negócio de inspiração é complicado eu também quando tenho alguma coisa que quero terminar perco o sono!

Mary Miranda 27 de dezembro de 2011 19:52  

Valdeir, caríssimo amigo!

Só hoje vi esse post, e como disse uma vez a você, aos poucos comentarei artigos seus interessantíssimos, que me passaram desapercebidos na época da publicação.
Vamos por parte:
Nunca gostei de matemática e tive dois bons professores, mas não foram suficientes para me "engajar" nos números! rs; relógio de pulso... Tive uma colega que também não usava, por ficar muito maníaca por hora (estava sempre olhando os ponteiros). Parou de usá-lo por isso. Atualmente também não uso, porque prefiro o celular, que é um multi-uso para mim!; ai, você leu algum post meu onde eu falava do pirulito Zorro? Não acredito que foi sua "paixonite" de infância também!!!! Lá eu contava que eu ADORAVA Zorro, não passava um dia sequer sem ele! Amei saber que outros também o curtiam!!!!; já foi-se o tempo em que eu era escrava das ideias, meu amigo! Não sei se você concorda com um escritor que disse que, se uma ideia some, é porque não era para acontecer (eu sou dessas que nem ligo em anotar as palavras que me vêm à cabeça, salvo quando insistem demais. Aí eu me rendo e as deito; fazer o quê se algumas ideias têm vida própria? rs); jamais imaginei que o Ponderantes tivesse outro nome! Ficou bem melhor assim, do que "Eu Bem-Te-Vi"... Ponderantes dá uma sensação boa de ponderação, reflexão, pessoas que raciocinam! Adoro esse nome!!!!; e também sou assim-assim com os amigos porque são preciosidades sem preço! (Você é um desses, meu amigo, de valor inconstestável a mim!)
E que cachorrinho é esse, que nunca li um post sobre ele?
Da minha gataria todo mundo sabe nome e sobrenome (rsrs), agora o seu cãozinho, ainda não fomos apresentados! (rs)
Faça um post sobre ele qualquer hora, dizendo quando se conheceram, nome, idade, e talz!
Você sabe que AMO os gatos, mas os animais, de um modo geral, sempre têm minha total afeição! (Hoje mesmo dei de comer a um cachorrinho faminto aqui do bairro. Se você visse, iria ficar com o coração partido...)

Beijos, amigo meu!
Como foi bom conhecê-lo mais um bocado!!!!

Mary:)

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO