18 de fevereiro de 2010

Voltei


Parece que a “necessidade” e o “sofrimento” são quase sinônimos. Essa frase inicial foi só mesmo para dizer que durante minha ausência necessária da blogosfera, fiquei com muitas saudades.


Agradeço a todos que durante esse período me enviaram mensagens. Obrigado!!!

E, para recomeçar, eis meu primeiro texto de 2010:



A realidade é uma obra de arte.





“Quem passou pela vida e não sofreu,
Foi espectro de homem, não foi homem,
Só passou pela vida, não viveu”.
FRANCISCO OCTAVIANO


"Não existe realidade, existe apenas a realidade que se percebe".
TOM PETER



Experimentar somente alegrias na vida é impossível. Adversidades sempre farão parte dela. Isso o poeta Francisco Octaviano sabiamente consegue demonstrar através dos seus versos. Se em nenhum momento da história de alguém a vicissitude não apareceu, é porque ele não foi humano, mas apenas espectro (ilusão, holograma) humano.

Já a frase de Tom Peter, parece contradizer a tese de Octaviano. Mas ao afirmar que a realidade não existe, Peter não a está negando, mas apenas dizendo que nós podemos recriá-la, transformá-la da maneira como nós a percebemos. Como se chama isso? Arte.

Podemos transformar a realidade (a favorável e/ou a desfavorável) numa matéria prima para fazer das nossas vidas obras de arte. Lembremos que a arte é bela, mas há obras simples e outras complexas. Ou seja, as alegrias e as adversidades sempre nos trazem lições de vida (=realidade). E o que é a vida, senão uma obra de arte?

11 comentários

Junior Silva 18 de fevereiro de 2010 15:26  

Olá Valdeir

Que bom que voltou.
Enfim, não basta viver a vida, tem que senti-la. E a alio à arte, sem dúvida nenhuma. A música move minha vida, assim como a literatura, a arte da escrita em geral...

Abraços, e uma ano de sucesso pra ti.

Wanderley Elian Lima 18 de fevereiro de 2010 16:17  

Oi Valdeir
Seja bem vindo. É sempre bom ler os seus posts.
Abração

Daniel Savio 18 de fevereiro de 2010 18:19  

Interessante, mas por que você tocou a parte de superação?

Fique com Deus, menino Valdeir.
Um abraço.

Alma Inquieta 18 de fevereiro de 2010 20:18  

Olá Amigo Valdeir!

Que bom que estás de volta!

É verdade, a vida é uma obra de arte. Cabe a cada um de nós fazer essa obra de arte com cores mais ou menos vivas!
E, realmente,
"Quem passou pela vida e não sofreu,
Foi espectro de homem, não foi homem,
Só passou pela vida, não viveu”

Assino em baixo.

Um beijo enorme e bom regresso.

Weslley Almeida 18 de fevereiro de 2010 23:26  

Voltou com grande estilo, Val.
Este texto fala ao meu momento. Vou parar diate dele outras vezes e refletir mais um pouco. Por ora, quero me inspirar nele e enxergar os momentos recentes e complexos de minha vida como uma tela abstrata.
Weslley.

Fernandez 19 de fevereiro de 2010 09:40  

Olá amigo Valdeir!
Gostei do post. Texto muito bom.
Forte abraço, Fernandez.

19 de fevereiro de 2010 14:29  

VALDEIR, PARABÉNS PELO SEU TEXTO QUE FAZ AGENTE REFLETIR...SERÁ QUE ESTOU CRIANDO UMA BELA ONRA DE ARTE DE MINHA VIDA???

ABR

digitaqueeuteleio 19 de fevereiro de 2010 19:59  

E há, também, a arte de nos fazer comentar! rss
É bom saber, quando passamos por coisas boas, que um dia elas foram ruins, e que o contrário também pode acontecer. E, mesmo assim, não desistimos de viver! É a arte da sobrevivência...OU, a de saber viver!

Excelente texto!
Um abraço.
Marcelo.

Darcy Mendes 22 de fevereiro de 2010 18:31  

Bom retorno e obrigado pela visita!!!

Neto 22 de fevereiro de 2010 19:10  

Salve Valdeir! :-)

Já tinha sabido de sua volta, mas precisava de um tempo livre para ler com calma e apreciar seus ótimos textos. Por aqui, logo após este Carnaval, a demanda de serviços aumentou bruscamente e tivemos que correr para agilizar os 'acumulados' rs

Como disse no email estou com mais tarefas ultimamente e até a noite estou sem tempo para visitar os amigos como gostaria.

Sobre o seu texto, lembro-me bem dos conselhos de meus avós (e antepassados): "A realidade é o que pensamos e somos nós que a fazemos. É preciso apenas coragem para isto"

Forte abraço

Roberto Hyra 23 de fevereiro de 2010 09:44  

Gostaria muito de que minha realidade fosse diferente, mas me contentei com a que o destino me deu he he

Saudacoes de volta Professor Valdeir!

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO