5 de novembro de 2009

O primeiro pedaço do bolo

Téo chegou em casa suado e cansado depois do cooper. Ao adentrar a sala, deparou-se com seus familiares e amigos cantando parabéns para ele. Era uma festinha surpresa para comemorar o aniversário do rapaz.

Após os cumprimentos, os convidados pediram ao aniversariante que partisse o bolo. E que desse o primeiro pedaço a alguém muito especial, como reza a tradição.

Téo cortou um generoso pedaço de bolo, colocou no prato e deu ao seu cachorro.

Imagem: Stock photo

29 comentários

Weslley 5 de novembro de 2009 21:11  

Assim com Téo, muitos desejariam fazer o mesmo.
Entretanto, prefiro um amigo-gente: Ainda bem que tenho alguns poucos...

Juliano 5 de novembro de 2009 21:25  

Perfeita a atitude dele.

Abraços Valdeir e ótima sexta feira para você!

Daniel Savio 5 de novembro de 2009 21:30  

Hua, kkk, ha, ha, mas com certeza, ele nunca latiu para o Téo a toa...

Fique com Deus, menino Valdeir.
Um abraço.

Andreia 5 de novembro de 2009 23:26  

Oi Valdeir,
texto perfeito!
Não existe amigo melhor do que nosso cãozinho. Ele ao menos não nos trai nunca, é sempre fiel.
Doce beijo querido, obrigada pela visita e tenha um lindo dia...

HSLO 6 de novembro de 2009 00:18  

O seu convite é uma ordem...olha eu aqui. Adorei o texto...belíssima atitude dele.

abraços de luz e paz amigo.


Hugo

Amigao 6 de novembro de 2009 05:31  

É que você não conhece a Ana Carolina, a cachorra.Ela destruiria o bolo todo em menos de 30 segundos.
Apesar de amar minha cachorra meu primeiro pedaço seria para alguém muito especial e sempre tem.

Abração do amigão

Neto 6 de novembro de 2009 10:00  

Hehe... O cão, em alguns casos, é o melhor amigo do homem mesmo. Mas acredito que o Téo tem suas razões para fazer isso.

E.Suruba 6 de novembro de 2009 10:40  

eu gosto de cachorro

Dan 6 de novembro de 2009 11:02  

Oi Valdeir,

Cachorros são muito especiais. Concordo com Téo. Apesar de ter uns poucos grandes amigos.

Abraços

brasildobem 6 de novembro de 2009 11:13  

Adorei o Téo...me lembrou do nosso querido poetinha Vinícius de Moraes que dizia que o melhor amigo do homem era o Whisky Engarrafado....essa de dar o bolo para o cão mostra a fidelidade do animal com seu dono.

Renato Fierce 6 de novembro de 2009 13:24  

Fico feliz por ele q tenha tido um cachorro, rs. Quero um. Não posso ficar sem ninguem especial.

6 de novembro de 2009 16:44  

Sou suspeita em comentar, pois adoro cabhorros, mas que as vezes da vontade de fazer tal qual Teo, ah...isso dá!
Beijos e beijos de um fim de semana bem gostoso e cheio de luz, paz e muito amor!

Marise von 6 de novembro de 2009 17:12  

Valdeir,

Essa história do primeiro pedaço de bolo...é uma saia justa.
Até hoje não tive esse problema.
É melhor dar para o cachorro, não vai magoar ninguém ou quem sabe comer o primeiro pedaço mesmo?
Ninguém conhece melhor você do que você, e você precisa conhecer e gostar de si mesmo, para gostar do outro. Pois, quem não gosta de si, não gosta de ninguém.
Agradeço as visitas, andei um pouco afastada do mundo virtual, problemas no micro.

Abraços e bom fim de semana.
Marise.

Wanderley Elian Lima 6 de novembro de 2009 20:54  

O Téo foi verdadeiro e corajoso, é melhor um cachorro amigo, que vários amigos cachorros.
Bom fim de semana pra você.
Forte abraço

Elaine dos Santos 6 de novembro de 2009 21:37  

Muito bom!!! Quando comecei a ler, pensei: daria para mim! Mas a saída foi formidável!
Parabéns :)

D i c a 7 de novembro de 2009 11:10  

Não imaginei que fosse para um cachorro o pedaço do bolo.
Mas, que bom que foi pra ele.


(desculpa a ausência, mas ando tão sem tempo.)
Beijos!

blogdocatarino.com 7 de novembro de 2009 11:15  

Essa atitude deve ter chocado as pessoas, mas o cão é um amigo de verdade, esta sendo conosco em qualquer situação, coisas que alguns amigos, as vezes, falham.

Pâmela Marques 7 de novembro de 2009 12:13  

Hahahaha! Perfeito. Também daria a meu cachorro, ele é mais leal que muitas pessoas por aí.

Alma inquieta 7 de novembro de 2009 12:52  

Olá Valdeir!

Pois..., às vezes, dar a primeira fatia ao cachorro livra-nos de problemas..., mas eu não faria isso!
Dava a primeira fatia para..., para quem... deixa lá ver..., para o meu sogro, porque é uma pessoa muito importante na minha vida!
Há outras, mas neste momento, por circunstâncias que o Valdeir já conhece, ele está à frente de todos.

Um beijo e bom fim de semana!

Roberto Hyra 7 de novembro de 2009 19:52  

Para o cachorro eu não daria apenas um pedaço de bolo generoso, daria casa, comida e roupa lavada.

Ele merece (rs)

Alma inquieta 8 de novembro de 2009 08:51  

Olá Valdeir, bom dia!

Tem no meu blog uma coisa para si!

Um beijo e bom domingo!

Reflexo d Alma 8 de novembro de 2009 12:42  

Ei!
Chegando para conhecer...
depois de passear bastante
e ler e me deliciar ,
volto pra comentar.
Bjins entre sonhos e delirios

Renata de Aragão Lopes 8 de novembro de 2009 16:12  

Excelente!

Melhor uma atitude
aparentemente excêntrica
a uma hipócrita!

Beijo,
doce de lira

luzdeluma 8 de novembro de 2009 16:26  

Téo foi muito esperto, mas se eu fosse a mãe dele e estivesse por perto, não iria gostar! Lógico, açúcar faz mal para os dentes caninos!!

Amanhã tem poesia, está sabendo?

"Abre aspas" promovido pela Lunna Guedes, veja:

http://teoriasimpossiveis.wordpress.com/2009/10/09/abre-aspas-terceira-edio/

Boa semana! Beijus,

Du 9 de novembro de 2009 10:50  

Bah, juro que não esperava um final destes!!! Adorei a surpresa, de verdade!

Beijos

Nina 9 de novembro de 2009 11:06  

ahahahaha, ótima escolha do Téo! ahahahaha

sidnei olívio 9 de novembro de 2009 13:38  

Valdeir, obrigado pela visita e pelos comentários. Passo a seguí-lo tb. Gostei imensamente de sua prosa concisa, fina e espetacularmnete escrita. Desde já lhe convido a publicar texto seu no "Proseares". Grande abraço.

Victor S. Gomez 9 de novembro de 2009 18:16  

O melhor amigo, não é o cão? Abraços

Vanessa 13 de novembro de 2009 08:37  

Que tapa na cara, hein? Valdeir, pq vc não manda uma crônica do Crônica dos outros lá do blog? Meus leitores que , por desventura , não te conhecem, irão gostar.

beijos

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO