15 de setembro de 2009

Adversativas: a ponte entre a alegria e a dor


As conjunções adversativas são a pedra no meio do caminho, o estraga-prazer de uma frase.



Elas sempre aparecem para mostrar que entre as orações de um mesmo período pode haver intenso conflito: geralmente, a primeira é constituída de uma ideia agradável. Já a segunda, vem para jogar um balde de água fria ou matar definitivamente o período.

Eis aí a função das adversativas: elas fazem a ponte entre a alegria e a dor. Aqui está um exemplo: “Estou gostando de escrever este texto, MAS terei que parar”.


P.S. Esse é apenas um lado da moeda. A conjunção adversativa pode ser também um indicador de bons ventos. Exemplo: “A saudade machuca, PORÉM, a felicidade logo voltará”. (Texto de Valdeir Almeida)


23 comentários

Lugirão 15 de setembro de 2009 08:01  

Muito interessante , a saudade machuca, mas quando a saciamos, não tem coisa melhor.

Boa semana.

Alma inquieta 15 de setembro de 2009 08:28  

Olá,

“A saudade machuca, PORÉM, a felicidade logo voltará”.
O problema é quando não volta...
Quando alguém parte definitivamente...não volta...a SAUDADE AUMENTA!!!!

Beijos.

15 de setembro de 2009 08:45  

Adoro sentir saudades. Sentimento que me leva no tempo, sentimento que me faz rir e chorar, sentimento saudade. Adoro sentir saudades.

Amei meu querido amigo.

Tem um selinho pra ti lá em casa com carinho e com direito a música também!

Beijos e beijos!

Juliano 15 de setembro de 2009 10:59  

Gostei mais do segundo exemplo..! ;D

Abraços e boa semana!

Caio Abreu 15 de setembro de 2009 11:20  

"Gosto muito de vc, MAS é melhor sermos só amigos" rss... não existe pior adversidade que isso hehehe

Amigao 15 de setembro de 2009 12:53  

Mas, porém, contudo e todavia são pedras que podem indicar um novo objetivo ou não, dependo que como vamos passar por elas.
Um abração do amigão

Vidal 15 de setembro de 2009 13:48  

Uma aula de português muito criativa. Aula de vida também, que a vida é cheia de "todavias".

Abraço amigo!

Marise von 15 de setembro de 2009 16:33  

Amigo valdeir,
Imagine se não tivesse adversidades?
Sem obstáculos?

Nas adversidades que aprendemos, que nós nos conhecemos...
Crescemos e tambem setimos saudades.

Saudades...
Abraços,
Marise.

Neto 15 de setembro de 2009 19:28  

Interessante, Valdeir! Muito interessante!

Confesso que não lembrava disso, alem do que a frase final faz todo sentido. Foi uma boa aula sem dúvida :)

Neto 15 de setembro de 2009 19:30  

Olha... ainda estou dando uma organizada (essa palavra existe? rss) no template do meu blog, assim que estiver ok, vou adicionar seu banner também.

Abraços

Luma 15 de setembro de 2009 23:49  

Ai, Jesuix! comecei a ler o texto dando um sentido as frases, supostamente evocando orações que nos fariam resgatar a alegria, por causa de alguma perda! Todavia, percebi com atraso, que 'função das adversativas', nada tinha relacionado com adversidade! :) Beijus

Atreyu 16 de setembro de 2009 00:16  

Post completo! Achei tudo muito massa, MAS... contudo... Todavia. Gostei das adversidades no seu texto! MASSA de mais

E.Suruba 16 de setembro de 2009 11:47  

Ando meio traumática com português

Sissym 16 de setembro de 2009 18:59  

Pode acreditar que hoje estive no meio desta ponte?!?! Pois é, esta situação adversativa enquanto não passa, amarga.

Bjs

Nina 17 de setembro de 2009 05:59  

Valdeir menino, tu é professor de português?? Jesus do céu, tu deve ficar doidinho com o que vê de erros lá no crônicas não??
Ai que vergonha.

À propósito, eu adorei teu último comentário lá, sobre o teu sobrinho ter visto o bloguinho, oooohh fofura! Obrigada pelo carinho de sempre, viu?!

Marise von 17 de setembro de 2009 08:38  

Amigo Valdeir,

No meu blog tem um selo mágico pra voc~e.
Abraços,
Marise.

"Política sem medo" 25 de setembro de 2009 22:37  

Que professor fantastico que voce deve ser. So dei uma olhada rapida no seu blog e fiquei agradavelmente admirada. Voltarei sem duvida! Um abraco! Fique com Deus!

Fatima Zanin 29 de setembro de 2009 11:37  

Como faço para participar,apoio a causa ela é importante e necessária.

Leonardo 30 de setembro de 2009 22:20  

Muito boa ilustração. Passarei a usá-la em minhas aulas de Português ;)

LISON 25 de abril de 2010 13:05  

QUE POST FANTÁSTICO!
AMIGO VALDEIR
Gostei muito da aulinha... Valeu a pena conferir!
Parabéns por mais um excelente!
Abraços,
LISON.

Anônimo 9 de agosto de 2010 18:37  

Mto bom,Parabés.
realmente uma otima aula,
Gostei msm,abraços

Anônimo 12 de dezembro de 2011 15:07  

valeuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu

Anônimo 12 de dezembro de 2011 15:09  

Mto bom,Parabés.
realmente uma otima aula,
Gostei msm,abraços

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO