11 de fevereiro de 2009

Há um tempo determinado para cada situação

A expectativa de vida vem aumentando consideravelmente. Apesar disso, as pessoas estão antecipando ciclos, como se tantos anos de existência ainda fossem insuficientes.



O custo dessa antecipação é alto. Por exemplo, há alguns homens que são tão afoitos para adquirir músculos rapidamente – e sem esforço – que recorrem aos anabolizantes. Pouco tempo depois de fazerem uso de tais drogas, esses “marombeiros” começam a sentir as consequências, como infertilidade, males no fígado e no coração.

Outro exemplo são as adolescentes. Atualmente, muitas delas – apesar de várias campanhas educativas – estão engravidando. Como seus corpos ainda não se desenvolveram o suficiente para gerar outro ser, elas podem contrair doenças como anemia e hipertensão. Além disso, estão suscetíveis a um parto complicado e prematuro.

Logo, para cada situação, a natureza reservou um tempo determinado. Quando ele sofre interferência, os efeitos são nefastos e, muitas vezes, irreversíveis.

18 comentários

ICPNI 12 de fevereiro de 2009 18:21  

Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo
o propósito debaixo do céu:
Eclesiastes 3:1
Amém

blogdocatarino.com 13 de fevereiro de 2009 16:35  

As pessoas estão com muita pressa mesmo, e essa pressa esta afetando muito as crianças, os pais mandam fazer todo tipo de cursos que gera stress e muitas doenças.
Tenha um ótimo final de semana.

Junior Silva 14 de fevereiro de 2009 14:15  

Olá, Valdeir

Dar tempo ao tempo!
É um ditado já batido, mas muito pertinente à esse assunto.
Mas, aliado a isso, existe o excesso de vaidade, no caso dos marombeiros, e a desinformação, por parte dos jovens que são pais muito cedo.

Abraços.

lugirão 14 de fevereiro de 2009 22:06  

Muito bom teu texto, é uma verdade, as pessoas muitas vezes esquecem o risco que estão correndo. bjos

Anônimo 15 de fevereiro de 2009 00:53  

Olá, Val

Você vai longe caro amigo, continue assim é uma pena que a fraqueza humana não nos enxergar o valor da amizade.Poucas ou raras são essas pessoas.
Parabens pelo seu blog, pelo texto também, que Deus te enrriqueça sempre mais.
Sucesso,
Vanilda

All3X 15 de fevereiro de 2009 10:31  

Valdeir,
Sim, a um tempo determinado para tudo. A diferença é que muitos não estão criando essa noção de ter um relógio vital, para acompanhar cada um desses momentos.
Mas ainda podemos fazer a diferença.
Até
All3X

Eduardo P.L 15 de fevereiro de 2009 12:03  

Valdeir,

não sei se foi propositadamente, pela data da postagem, não, mas deu certo, pois o TEMA é TEMPO nesta Terulia Virtual de Fevereiro!
Obrigado por estar participando!
No próximo dia 15 outro tema, outra Tertulia! Te aguardamos!

Ruvasa 15 de fevereiro de 2009 12:21  

Viva, Valdeir!

(...)
como se tantos anos de existência ainda fossem insuficientes. (...)

Claro que são insuficientes.

Morrer, está bem, já que tem que ser... mas o mais tarde possível.

Abraço

Ruben

Chris 15 de fevereiro de 2009 14:07  

Apaixonada por Eclesiastes 3, e na profundidade que esse poema bíblico é real, verdadeiro e imutável.

Maravilhosa postagem a sua.

Bjs no coração

Vanessa 15 de fevereiro de 2009 17:08  

Valdeir

Coincidência mesmo, pensei até que fosse texto da Tertúlia.

Abraço e até dia 17 com a coletiva!

Valdeir Almeida 15 de fevereiro de 2009 18:45  

Vanessa e Eduardo,

Pois é, foi pura coincidência. Eu conheci o Terulia Virtual depois que já havia escrito este texto.

Abraços.

Serena Flor 15 de fevereiro de 2009 20:55  

Pra tudo tem seu tempo meu amigo. Você tem toda razão!
Beijos e parabéns pela bela participação nesta Tertúlia! Bjs.

André Egg 16 de fevereiro de 2009 11:01  

É Valdeir,

mas tem o outro lado da moeda.

A geração dos jovens de hoje, principalmente nas famílias abastadas, está demorando cada vez mais para amadurecer.

Com 30 anos o cara ainda é adolescente, mamãe faz o "nescau" e lava a roupa, só falta limpar a bunda do sujeito.

E, apesar de algumas meninas engravidarem muito jovens, na geração dos meus pais uma mulher de 20 anos já era mulher adulta, pronta pra ser mãe. Hoje, muitas com 30, 35 ainda não tem maturidade suficiente para assumir os filhos.

Cabe a pergunta: quando é que vão crescer?

expressodalinha 16 de fevereiro de 2009 11:05  

São sempre insuficientes. Resta saber o que se faz com eles. Quanto aos ciclos tb. os abordo no meu post. Abraço e obrigado pela participação.

Vanessa 16 de fevereiro de 2009 11:29  

OI Valdeir, este é um comentário de contagem regressiva para a coletiva O livro da Minha Vida. Espero vc amanhã.

Abraço!

Atreyu 16 de fevereiro de 2009 12:33  

Todos estamos como o coelho do conto de Alice...
Pois é...

R.Vinicius 16 de fevereiro de 2009 14:29  

Parabéns pelo post! Um tema atual e que passa despercebido pelos olhares da sociedade. Gostei!

Abraço,

R.Vinicius

videodeviolao 25 de fevereiro de 2009 11:11  

É como está escrito lá em Eclesiastes: "Há um tempo determinado para todas as coisas".
Abreviar não é a melhor estratégia. O melhor mesmo é esperar pelo momento certo.

Abraços!!

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO