8 de fevereiro de 2009

Artigo Tumultua a Morfologia, Parte I

A Morfologia, um bairro nobre da Cidade da Gramática, estava em pânico. Por suas ruas e praças havia uma grande correria. As vias de saídas da cidade chegaram a ficar congestionadas, pois o fluxo de veículos que tentava fugir era intenso. Nunca se vira isso em terras gramaticais.

O causador do tumulto foi o Artigo. Ele estava mordendo outras classes de palavras e as transformando em substantivos.



O Senhor NÃO, um ex-advérbio, ficou desolado. Conversando com um amigo, ele desabafou: “Eu era um respeitável e feliz advérbio. Desenvolvia muito bem minha função sintática. Eu intensificava substantivos, adjetivos e até mesmo outros advérbios. Mas agora apenas visto roupas de advérbio, pois o sangue que corre em minhas veias é de um substantivo. Jamais pensei que isso fosse acontecer comigo”.

Os termos pertencentes à classe dos adjetivos também chegaram a ser contaminados. Com o episódio, muitos deles se esconderam nos locais mais sujos, fétidos e inabitados da cidade. Sentiam-se desonrados e não queriam ser vistos naquele estado. LINDO e LINDA (casal de adjetivos tão citado para exaltar a beleza da existência) estavam jogados sobre a calçada enlameada, como bêbados.

Nem a classe dos verbos escapou desse mal. Conhecidos pela sua capacidade de transformar simples frases em orações, eles também foram substantivados. Apesar disso, ex-verbos como AMAR, VENDER e PARTIR, muito usados como parâmetros das três conjugações, organizaram diversos grupos de discussão. Essas reuniões aconteciam no auditório do bairro e tinham como propósito encontrar uma solução contra aquela pandemia.

2 comentários

Atreyu 9 de fevereiro de 2009 10:40  

Assim eu aprendo Português fácil! Muito bem construído esse texto!

LILIANE 14 de julho de 2010 11:22  

Muito bem bolado.
Amei, ficou muito gostoso pra ler.
Um abraço

Postar um comentário

Blogs Indispensáveis

Membros

Creative Commons License
O Blog Ponderantes está licenciado sob uma licença Creative Commons.

© Ponderantes 2008-2012 Todos os Direitos Reservados | Início |Créditos

Voltar ao TOPO